Filho da vice-prefeita de Jaguariúna está sob suspeita de homicídio

0

O filho da vice-prefeita de Jaguariúna, Eric Bergamasco Soares de Moraes, de 28 anos, é suspeito de matar um desempregado de 27 anos, no final do mês passado. O envolvimento dele no crime, considerado bárbaro na cidade, foi descoberto pela polícia após denúncias anônimas. Eric e um amigo teriam planejado o crime, logo após a casa da mãe de Eric ter sido furtada, no final do ano passado. Eric chegou a ser detido pela Polícia Civil, para averiguação, mas foi solto no mesmo dia. Ele teve prisão decretada e está foragido. O pai da vítima defende que a delegada Juliana Belinatti Menardo errou ao soltar o suspeito, mesmo com provas de que Eric era o principal suspeito do crime. “Estavam com o ‘peixe’ na mão e soltaram. Eu e minha família estamos correndo risco de vida, inclusive nossa casa já foi revirada esses dias. Estamos com medo, mas não vou me calar porque quero Justiça”, disse o autônomo Edson Buzzo, de 48 anos.

A vítima, o desempregado Jonatas Henrique Buzo, de 27 anos, era conhecido dos suspeitos e os três seriam usuários de drogas. Em novembro do ano passado, Eric teria articulado com os colegas um arrombamento à casa da mãe dele, informação que ainda é investigada pela polícia. Jonatas teria ficado com os objetos furtados e seria o responsável por dividir entre eles o dinheiro arrecadado. Os dois comparsas discordaram da divisão, o que teria gerado a desavença entre eles.

No dia 28 de janeiro, Buzo foi raptado por dois homens em um carro branco, quando conversava com amigos na calçada de uma via do bairro Terras do Capela Santo Antônio, onde morava. Cinco dias depois, o corpo dele foi achado pela Guarda Municipal (GM) nas margens do Rio Camanducaia, com três perfurações de arma de fogo, além do rosto desfigurado. Na época, testemunhas relatavam que os suspeitos chegaram a dizer que era por conta de um roubo que a vítima tinha cometido. As testemunhas deram descrições dos suspeitos e um dia depois, foi feita uma denúncia anônima à GM, que informava a placa do veículo envolvido no sequestro da vítima.

Com base nas informações, a polícia descobriu que o veículo, um Honda HR-V, era de propriedade da vice-prefeita Rita Bergamasco. O carro foi apreendido e periciado. No veículo foi encontrado sangue humano e também localizado um taco de beisebol. No dia, Eric foi detido, mas liberado.

De acordo com as apurações, os suspeitos teriam usado o taco para espancar Jonatas até a morte. O mandado de prisão de Eric foi concedido pela Justiça na semana passada. O amigo dele, cujo nome é preservado porque o inquérito corre em segredo de justiça, ainda não teve prisão decretada.

A delegada Juliana foi transferida para Mogi Guaçu no final da semana passada. Em nota, a Prefeitura de Jaguariúna informou que a Administração Pública não se manifestaria sobre o caso, já que seria um caso particular da vice-prefeita. Rita foi procurada, mas não deu retorno.