Du Cazellato lidera pesquisa eleitoral por 12,3% de diferença

0

O prefeito de Paulínia Du Cazellato (PL), que concorre à reeleição, ampliou sua vantagem na liderança de intenção de votos nestas eleições de 2020 pela Prefeitura. A pesquisa estimulada da Data News Brasil Opnião Pesquisa e Consultoria — realizada com 596 pessoas entre 3 e 4 de novembro passado —, revelou que Du Cazellato chegou a 39,8% da preferência dos eleitores, seguido por Nani Moura (MDB), com 27,5%.  

A distância do atual prefeito para a segunda colocada nas pesquisas ampliou um pouco mais. Na pesquisa anterior, feita nos dias 27 e 28 de outubro, pelo mesmo instituto, Cazellato estava com 38,5% e Nani com 29,2%. 

A segunda pesquisa revelou também que os outros cinco candidatos continuam bem distantes dos dois primeiros. Robert Paiva (Rede) recebeu 2,7% das intenções de votos, seguido de Edson do PT (PT), com 1,8%; Gustavo Yatecola (Patriota), com 1,1%; e Renato Cardoso (PDT) com 0,9%. Os eleitores indecisos somam 13,7% e os que afirmam que votarão em branco ou nulo chegam a 12,5%. 

Nani Moura tem a maior rejeição. De acordo com a pesquisa, 25,4% disseram que não votariam nela, enquanto 17,8% não votariam em Cazellato. Já a rejeição de Yatecola é de 6,1%, seguido por Edson do PT, com 5,5%; Robert Paiva com 4,5%; e Renato Cardoso com 1,3%. Ao todo, 39,4% não rejeitariam nenhum candidato. 

A margem de erro da pesquisa é de 4% para mais ou para menos e o índice de confiança, de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número SP-08647/2020. 

Du Cazellato foi eleito prefeito de Paulínia em setembro do ano passado, em eleição suplementar. Ele recebeu 13.119 votos, o equivalente a 26,99% dos votos válidos. O segundo lugar foi ocupado por Nani Moura (MDB), que recebeu 11.211 votos, 23,06%. 

Desde novembro de 2018, o município estava com administração interina após a cassação de Dixon Carvalho (PP) e Sandro Caprino (PRB) por abuso de poder econômico em 2016. O vereador Antônio Ferrari (DC), conhecido como Loira, exercia o cargo de prefeito de Paulínia. Ele foi eleito presidente da Câmara e reivindicou o cargo de chefe do Executivo, que era ocupado por Du Cazellato (PSDB) desde novembro de 2018. 

Fonte: Correio Popular