Log in
A+ A A-
Notícias Bizarras

Notícias Bizarras (578)

Cachorro empurra carrinho de supermercado nos EUA

Um cachorro foi flagrado neste domingo (20) empurrando um carrinho de compras em um supermercado em Milpitas, na Califórnia.

 

Vários usuários do Twitter postaram imagens do cão, e o incidente logo viralizou.

Mulher reencontra anel de noivado em cenoura após 13 anos no Canadá

Uma canadense que havia perdido seu anel de noivado há 13 anos enquanto cuidava do jardim da cada da família reencontrou o anel -que estava envolvendo uma cenoura.

O anel foi encontrado pela enteada de Mary Grams, de 84 anos.

Mary disse que ainda não acredita no que aconteceu. Ela nunca contou ao seu marido, Norman, que tinha perdido o anel. Ele morreu há 5 anos.

Sua enteada, Colleen Daley, achou o anel enquanto colhia cenouras para o jantar com seu cão Billy na fazenda da família, próximo a Armena, no departamento de Alberta. A propriedade é da família há 105 anos.

 

Collenn disse que notou que uma das cenouras tinha um formato estranho. Ao lavá-la, ela notou a presença do anel e falou ao seu marido, filho de Mary, que entendeu o que tinha acontecido e avisou a mãe, que custou a acreditar no que via.

Suspeito usa banheiro em assalto, esquece de dar descarga e acaba preso identificado pelo DNA

Autoridades disseram que um suspeito de furtar uma casa na Califórnia foi ao banheiro da casa durante o assalto, esqueceu de puxar a descarca, deixou "prova de DNA" no banheiro -e isso acabou provocando sua prisão.

O policial Tim Lohman, do condado de Ventura, disse que o suspeito não puxou a descarga durante o assalto, ocorrido em outubro passado na cidade de Thousand Oaks.

Ele afirma que isso permitiu que os policiais colhessem "provas" para um exame de DNA.

O DNA obtido "casou" com o de um suspeito que estava em um banco de dados nacional, o que permitiu que a polícia encontrasse o suspeito em sua casa, na cidade de Ventura.

 

Andrew David Jensen, de 42 anos, foi preso em 28 de julho. Ele deve comparecer ao tribunal nesta quarta (9).

Satanistas criam curso infantil para contrapor ensino cristão em escolas dos EUA

Representantes de Deus e do Diabo na Terra estão disputando a atenção de alunos de escolas públicas nos Estados Unidos.

Desde 2001, a Suprema Corte americana permite que grupos religiosos ofereçam cursos extracurriculares a alunos da rede pública. Graças à regra, igrejas católicas e evangélicas espalharam os chamados "Clubes de Boas Notícias" por colégios de todo o país, com a missão de "evangelizar meninos e meninas com o Evangelho do Senhor, para estabelecê-los como discípulos da Palavra de Deus".

Com a imagem de um lápis escolar de três pontas, simulando um tridente, membros do Templo Satanista dos EUA decidiram aproveitar a legislação para "oferecer uma alternativa a crianças e pais" e questionar a legitimidade dos cursos cristãos na rede de ensino infantil.

"Se cursos religiosos são permitidos nas escolas, nós queremos espalhar nossos clubes por toda a nação para garantir que múltiplos pontos de vista estejam representados", disse à BBC Brasil Chalice Blythe, diretora nacional do programa "Satã Depois da Escola" (After School Satan Program, no original), do Templo Satânico dos EUA.

A estratégia inclui um convite em vídeo, com áudio invertido e imagens de crianças intercaladas com aranhas, bodes com longos chifres e outros símbolos satânicos, em que o grupo convoca estudantes para "aprenderem e se divertirem" com o satanismo.

Um livro de colorir chamado O grande livro de atividades das crianças satanistas, vendido por 10 dólares (aproximadamente R$ 33), estimula os pequenos a brincarem de "ligar os pontos para formarem um pentagrama invertido", símbolo clássico associado ao reino de Satanás.

Em coro com diversos grupos religiosos, a conservadora TFP (Tradição, Família e Propriedade) americana reagiu, classificando o projeto como "sacrilégio" e convocando fiéis a protestarem "pelo retorno da moral cristã".

"Precisamos frear a popularidade do satanismo", destacou a entidade, endossando uma onda de abaixo-assinados criados por igrejas para proibir cursos satânicos para crianças.

Ativismo x Religião

Com um discurso fortemente político, o Templo Satânico foi criado em 2014 como um novo ramo do Satanismo americano tradicional. O templo tem forte atuação em redes sociais, onde reúne mais de 100 mil seguidores - especialmente jovens. Em menos de três anos, o templo inaugurou "capítulos" (ou escritórios) em 13 Estados americanos.

Mais do que devotos do Diabo, entretanto, o projeto satanista vem ganhando popularidade entre ateus e ativistas políticos nos Estados Unidos e outros países.

"Precisamos de uma filial do templo no Brasil", escreveu um morador do Rio de Janeiro na página do grupo satanista no Facebook.

"O novo prefeito da minha cidade é um bispo evangélico e está começando a mostrar serviço em nome de Deus. Nas câmaras legislativas existem cultos para Jesus. Em nossa Constituição está escrito que somos um país secular, mas mesmo em nossa Suprema Corte temos um crucifixo na parede. Se até a nossa Justiça não respeita a Constituição, quem respeitará?", questionou o brasileiro, em meio a outros comentários críticos relacionando política e religião.

Fundador do Templo Satânico e ex-aluno de neurociência da Universidade de Harvard, o americano Lucien Greaves tem como bandeiras a defesa do conhecimento científico, das liberdades individuais e direitos humanos, da legalização do aborto e do casamento entre pessoas do mesmo sexo e, acima de tudo, da separação entre religião e Estado.

O posicionamento gera ceticismo - estes satanistas seriam mesmo religiosos ou são um grupo político que se aproveita das leis ligada a religiões?

"O Templo Satânico é uma religião igual a qualquer outra, na medida em que nós (membros) temos um senso de identidade, comunidade, estrutura narrativa, cultura e valores compartilhados", responde a satanista Blythe, em entrevista à BBC Brasil.

"Não ter crenças ou fundamentos supersticiosos não nos torna menos sinceros em nossas ações e convicções do que aqueles que mantêm a crença em uma divindade", completa.

Mas, se o foco é científico e distante de misticismos, por que a opção pela imagem do diabo?

"Satanás é um símbolo do eterno rebelde em oposição à autoridade arbitrária", responde. "Nosso é o Satanás é o herege que questiona as leis sagradas e rejeita todas as imposições tirânicas".

'Disfarce'

Para o advogado constitucionalista John Eidsmoe, "a principal questão constitucional ligada a proposta de curso infantil satanista é entender se o Satanismo é uma religião".

"Não consigo prever como uma corte decidirá em relação a isso", afirmou Eidsmoe ao jornal religioso The Christian Post.

Além dos cursos infantis, a estratégia do templo Satânico inclui a instalação de monumentos dedicados a Satanás ao lado de estátuas cristãs em locais públicos e intervenções em procissões religiosas.

Para a maioria dos grupos cristãos tradicionais, estes satanistas seriam "ativistas políticos travestidos de religiosos".

"Este grupo não é legítimo. A única razão para ele existir é se opor aos Clubes de Boas Notícias, onde ensinam a moral, o desenvolvimento do caráter, patriotismo e respeito, de um ponto de vista cristão", afirmou, em nota, Mat Staver, fundador do grupo evangélico Liberty Counsel.

"O chamado grupo satanista não tem nada de bom para oferecer aos alunos. As escolas não precisam tolerar grupos que perturbem o ambiente e visam (prejudicar) outros clubes legítimos. Nenhum pai em sã consciência permitiria que seus filhos participem desse grupo", completou.

Para o pastor presbiteriano Jerry Newcobe, "um dos grandes problemas com a América contemporânea é o multiculturalismo, que abrange todos e todos sem discernimento".

"O cursos satanistas para crianças desrespeitam a lei porque querem proteger as crianças de qualquer forma de cristianismo", diz.

Programa

A proposta "Satã Depois da Escola" prevê encontros mensais de uma hora em salas alugadas por escolas públicas, nos mesmos moldes dos clubes cristãos. As reuniões incluem "uma refeição saudável, aulas de literatura, atividades de aprendizado criativo, ciências e artes".

"Todas as crianças são bem-vindas, independente de seu histórico religioso", ressaltam os satanistas na carta de apresentação do projeto a escolas.

À BBC Brasil, a porta-voz do Templo Satânico afirma que os cursos infantis não se propõem à devoção do Diabo, mas "a um currículo que enfatiza uma visão de mundo científica, racionalista e não supersticiosa", como alternativa aos dogmas do ensino cristão.

 

Questionada se preferiria que as aulas cristãs fossem canceladas, em vez de ter seus cursos satânicos em atividade nas escolas do país, Blythe mostra preferência pela primeira opção.

"Se o medo de os satanistas chegarem às escolas públicas for suficiente para justificar que todos os clubes religiosos sejam proibidos, veremos isso como um resultado positivo", diz a representante do grupo.

À reportagem, ela diz afirma que "os Clubes de Boas Notícias não deveriam ser permitidos em escolas públicas porque são uma ferramenta usada por fanáticos evangélicos para fazer proselitismo e doutrinar crianças jovens em sua visão extremista de mundo".

A porta-voz do Templo Satânico diz que o grupo está "trabalhando na criação de um programa de voluntariado para os cursos infantis para o ano letivo 2017-2018, que permitirá que os voluntários estabeleçam os clubes em suas escolas".

 

Questionado, o grupo não confirmou se obteve permissão oficial de alguma escola para a criação dos grupos no próximo ano letivo, que começa em setembro.

PM apreende carro com mais de R$ 17 milhões em multas em SP

A Polícia Militar de São Paulo apreendeu um carro que acumulava 1.788 multas, totalizando um valor de R$ 17.662.127,17, na manhã desta segunda-feira, por volta 8h. O veículo, de modelo Ford Escort, foi encontrado no Jardim Aricanduva, na zona leste da Capital.

Uma equipe do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), que atua no setor de busca e apreensões de veículos do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran SP), recebeu informações sobre irregularidades no carro. Ao avistar o veíuculo,na Avenida Aricanduva, os policiais deram ordem de parada.

 

O carro foi apreendido e levado ao pátio. O motorista irá responder administrativamente. A ação contou com apoio de equipes do Detran.

Pés de passageira transformam viagem aérea de americana em 'pesadelo'

A americana Jessie Char, 30, achou que ia ter uma viagem confortável de avião sem ninguém sentado ao seu lado, mas logo o que parecia um sonho virou um pesadelo: a passageira do banco detrás esticou as pernas e colocou os dois pés descalços nos encostos de braço do banco ao lado do de Jessie. Ela fotografou e postou a imagem, que logo viralizou.

O incidente ocorreu na última terça-feira, em um voo da JetBlue entre Long Beach e San Francisco, cidade onde Jessie mora.Jessie disse à TV local que achou que havia alguma coisa estranha quando o encosto de braço caiu sozinho. Primeiro ela achou que ele estava solto.

Mas depois viu que ele havia sido empurrado com o pé pela passageira. Logo, o segundo pé apareceu.

Viajando sozinha, Jessie disse que tentou pedir ajuda para uma atendente de bordo, mas acabou desistindo.

 

Ela disse que resolveu postar a foto para servir de exemplo e "evitar que pessoas tomem esse tipo de atitude no futuro".

Mulher de 79 anos é flagrada dirigindo Porsche a 238 km/h na Bélgica

Uma mulher de 79 anos foi multada depois de ser flagrada dirigindo um Porsche a 238 km/h na Bélgica, de acordo com as autoridades.

Segundo a imprensa local, ela foi flagrada por um radar e enfrentou as acusações no tribunal na semana passada.

O motivo pelo qual ela dirigia a essa velocidade? A idosa disse ao juiz que não conseguia dormir e decidiu sair para espairecer, segundo relatou o Gazet van Antwerp.

O carro que a mulher dirigia, um Porsche Boxster GTS, atinge a velocidade de 100 km/h em apenas cinco segundos. Ela disse que não percebeu que estava em uma velocidade tão alta.

O passeio para curar a insônia da idosa lhe custou caro: ela foi multada em 4 mil euros, o equivalente a R$ 14.600, além de ficar proibida de dirigir por três meses.

 

 

 

 

 

Robô "se suicida" durante o trabalho nos EUA

Não tá fácil para ninguém, nem para a inteligência artificial. Pelo menos é o que o “suicídio” de um robô de segurança da Knightscope indica.

O robô K5, que realizava a segurança da cidade de Washington, simplesmente se atirou em uma fonte de um prédio comercial na capital americana.

Ninguém sabe ao certo os motivos pelos quais ele teve tal atitude, mas nas redes sociais as pessoas brincam que o dispositivo passava por uma crise existencial e que estaria cansado do seu trabalho. Entretanto, o mais provável é que os sensores do equipamento tenham falhado em identificar a proximidade com a fonte.

No Twitter, a empresa responsável pela ferramenta, brincou com a situação: “URGENTE: Eu soube que humanos conseguem mergulhar na água no calor, mas robôs não. Me desculpem”, comentou K5 em comunicado oficial.

 

Essa não é a primeira vez que um robô da Knightscope vira notícia. Em abril, um homem bêbado foi preso após agredir outro K5.

Cachorrinha é filmada andando a cavalo no Texas

Uma cachorrinha do Texas foi filmada por sua dona andando a cavalo como se fosse gente.

No vídeo, que fez sucesso na internet, a labradora retriever Maizey, de 10 anos, que mora em Boerne com sua dona Kathryn Ryckman, aparece conduzindo o cavalo Bailey com desenvoltura.

 

Bailey tem uma sela adaptada para ajudar a equilibrar a cachorrinha, que segura as rédeas com a boca.

Polícia americana 'prende' patos que estavam 'vadiando'

A polícia da Pensilvânia "prendeu" um bando de "patos delinquentes" que foram flagrados "vadiando" próximo a um comércio local.

A polícia de Great Bend postou fotos dos quatro patos, que estavam vagando após ter fugido de casa. Eles foram "detidos" pelo policiais Sheehan, que os levou para a delegacia. A polícia conseguiu encontrar o dono e devolver as aves.

 

 

Subscribe to this RSS feed
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.