Log in
A+ A A-
Esportes

Esportes (732)

Sheik marca 2 e Ponte bate o Botafogo no Moisés

Depois de ser poupado na última rodada, Emerson Sheik voltou ao time e fez a diferença para a Ponte Preta, nesta tarde (20), no Moisés Lucarelli. Com grande atuação e dois gols, o atacante garantiu a vitória da Macaca por 2 a 1 sobre o Botafogo pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado encerra o jejum da alvinegra, que não ganhava há quatro partidas e vinha de três empates seguidos por 0 a 0.

FPF faz empréstimo ao Mogi Mirim para evitar eliminação na série C

A assessoria de imprensa do clube informou que 17 jogadores do atual elenco prometeram que vão a campo neste sábado

Com medo de um segundo W.O na Série C do Brasileiro e sem recursos para acertar os salários dos jogadores insatisfeitos, o Mogi Mirim vai receber uma verba da Federação Paulista de Futebol (FPF) para acertar pelo menos um mês de vencimentos. O acordo foi confirmado pela assessoria de imprensa do clube.

O Mogi Mirim não revelou o valor que será cedido pela FPF, mas é especulado que gire em torno dos R$ 300 mil. O dinheiro, inclusive, já foi disponibilizado pela FPF e os jogadores devem receber nesta quinta-feira..

O clube também informou que 17 atletas do atual elenco se comprometeram a irem a campo neste sábado, quando o time enfrenta o Tupi, em Juiz de Fora, pela 15ª rodada da Série C. No entanto, os nomes dos jogadores não foram revelados. Além desses 17, o técnico Lecheva também deve utilizar alguns atletas das categorias de base.

A ação da FPF se deve inicialmente por auxiliar um filiado em dificuldade e, segundo, para não prejudicar outros três paulistas que podem ser prejudicados. Isso porque o regulamento determina que se um clube abandona a competição, todos os jogos do qual participou são anulados.

O Bragantino, por exemplo, ganhou duas vezes do Mogi Mirim e seria o maior prejudicado com a perda destes pontos. Cairia para nove pontos e correndo o sério risco de ser rebaixado. São Bento e Botafogo perderiam quatro pontos cada e poderiam perder suas vagas na segunda fase.

NADA TRANQUILO

Mesmo com a resolução provisória, o clima continua quente no clube. O meia Cristian, porta-voz do elenco, teve o contrato rescindido, mas continua comparecendo no Vail Chaves. Inclusive, se envolveu em uma discussão com o presidente Luiz Henrique Oliveira. Em entrevista à Rádio CBN Campinas, o jogador disse não estar 100% seguro em relação à ajuda da Federação.

"A gente só está conversando com o pessoal porque vão ceder o dinheiro da Federação, para os jogadores pegarem. Mas só se o dinheiro chegar nas mãos dos jogadores. Se chegar para ele, ele coloca no bolso dele", afirmou Cristian.

Ainda faltam quatro jogos para que o Mogi Mirim encerre a sua participação na Série C. Como já deu W.O diante do Ypiranga, na última rodada, o clube paulista não pode mais deixar de entrar em campo em nenhuma partida, com o risco de ser punido pelo STJD e, consequentemente, excluído da competição. Os jogadores prometeram não ir a campo pela segunda vez se não fossem pagos.

Na última terça-feira, os atletas se reuniram no estádio Vail Chaves para uma reunião com a diretoria, mas o presidente Luiz Henrique de Oliveira não apareceu. Nesta quarta-feira, ele enfim se encontrou com o elenco e conseguiu convencer parte dos jogadores a irem a campo.

Fonte: Futebol Interior

Guarani leva elenco para visita a pacientes e entrega contribuição ao Centro Boldrini

Dirigentes e jogadores do Guarani visitaram nesta segunda-feira de manhã o Centro Boldrini, hospital filantrópico especializado em oncologia e hematologia pediátrica em Campinas. Os bugrinos foram aos leitos, tiraram fotos com os pacientes e entregaram uma contribuição financeira à instituição, o que já era previsto.

O valor oferecido pelo clube representa de 5% a 10% do recebido do programa sócio-torcedor. Será usado para a compra de 500 frascos do Asparaginase, medicamento que ajuda no tratamento de leucemia linfóide aguda. O cheque foi preenchido pelo presidente Palmeron Mendes Filho e entregue à oncologista Silvia Brandalise, presidente do centro.

Estiveram no Boldrini: o goleiro Leandro Santos, os laterais Lenon e Salomão, os zagueiros Ewerton Páscoa e Léo Rigo e o meia Fumagalli. Da diretoria, participaram Palmeron Mendes Filho (presidente), Carlos Queiroz, Assis Eurípedes e Gilberto Moreno (integrantes do Conselho de Adminstração), Anailson Neves (superintendente) e Horley Senna (ex-presidente).

 

 

Ponte Preta fica no zero pela 3ª vez seguida

Pela terceira rodada consecutiva, a Ponte Preta não saiu do zero em jogo pelo Campeonato Brasileiro. Desta vez, no entanto, o empate sem gols foi longe de casa, domingo à tarde, na Ilha do Retiro, em Recife, diante do Sport, pela 20ª rodada. Há quatro jogos sem vitória (3 empates e uma derrota), o time campineiro agora tem 24 pontos e se aproximou ainda mais da zona de rebaixamento. Tem apenas dois pontos a mais que a Chapecoense, primeiro time do Z4 e com um jogo a menos.

Foi um jogo de baixa qualidade técnica. Os dois times atacaram pouco e os goleiros praticamente não tiveram trabalho, principalmente no primeiro tempo. O único lance perigoso da Ponte aconteceu no primeiro minuto. Em rápido contra-ataque pela esquerda, Lucca recebeu de Leo Artur, arrancou, invadiu a área e bateu rasteiro. O goleiro Magrão estava atento para fazer uma bela defesa.

Depois disso, os times ficaram jogando de intermediária a intermediária. Quando alguém arriscou, foi em arremates de longa distância, facilmente defendidos pelos goleiros. Só aos 45, o Sport fez Aranha trabalhar depois que André arrancou pela esquerda e cruzou. Diego Souza se livrou da marcação e rolou para Everton Felipe, que chutou em cima da zaga.

O Sport começou melhor na etapa final. Aos 4', Raul Prata cruzou na área, Luan Peres rebateu mal e André mandou de primeira. Aranha saltou no canto e jogou para escanteio. Aos 16', novamente pelo lado esquerdo da zaga da Ponte, Raul Prata ajeitou e bateu cruzado. Aranha tentou, mas não chegou e a bola passou rente à trave.

O time pernambucano era bem melhor e quase abriu o placar aos 24'. Diego Souza chutou de fora da área e acertou o travessão de Aranha. Antes disso, Everton Felipe já havia criado duas oportunidades pelo lado esquerdo do campo e a defesa da Macaca aliviou.

 

Aos 43’, a Ponte teve sua melhor oportunidade. Lucca, sempre ele, dominou na entrada da área pela direita e bateu cruzado. Magrão desviou e a bola passou muito perto do gol. Aos 44’, Lucca, de novo, mandou chute de longe e Magrão só acompanhou a saída pela linha de fundo.

No minuto seguinte, Aranha se atrapalhou na saída e André pegou a sobra para cabecear com o gol aberto. Rodrigo salvou e evitou o gol do Sport. Aos 48’, Aranha novamente saiu atrapalhado e Diego Souza quase roubou a bola na entrada da grande área.

 

Agora, a Macaca volta suas atenções para o duelo com o Botafogo, domingo, às 16h, no Moisés Lucarelli., Para este confronto, espera poder contar com o volante Elton, o meia Renato Cajá, o atacante Emerson Sheik, além do também volante Fernando Bob e o zagueiro Yago, jogadores que estão em fase final de recuperação de lesões. Será o reencontro com o atacante Roger, ex-Macaca.

Torcedores da Ponte Preta são presos com bombas caseiras

Torcedores entraram em conflito com policiais militares na noite de quarta-feira (9) na frente do estádio da Ponte Preta após o jogo contra o Fluminense. De acordo com a Polícia Militar, torcedores da Torcida Jovem da Ponte jogaram bombas contra a cavalaria da polícia. Os policiais precisaram dispersar os torcedores e três adolescentes foram apreendidos. Com eles foram encontrados três artefatos explosivos de fabricação caseira.

 

As três bombas caseiras foram feitas com bolas de sinuca e pólvora. Segundo a PM, o grupo combinou a ação antes da partida que aconteceu no Moisés Lucarelli. Ccerca de 30 torcedores saíram do estádio antes da partida terminar. Do lado de fora, eles pegaram as bombas caseiras que estavam escondidas em um carro. O grupo preparava uma emboscada contra a torcida do fluminense. O três menores foram levados para o 1º DP de Campinas. Os pais foram chamados. Ninguém ficou ferido.

Ponte Preta empata com Vasco sem gols

Ponte Preta e Vasco não estiveram inspirados na noite deste domingo. No estádio Moisés Lucarelli, as equipes protagonizaram uma partida sem grandes emoções e ficaram no empate em 0 a 0. O resultado manteve os dois times na metade de baixo da tabela do Campeonato Brasileiro, ao fim do primeiro turno da Série A.

O momento mais quente da partida aconteceu após o apito final. O zagueiro Rodrigo, que deixou o Vasco neste ano criticando Milton Mendes, empurrou o técnico do Vasco duas vezes no gramado. Ele conversava com dois jogadores cruz-maltinos, quando o treinador se aproximou

O Vasco perdeu três posições e caiu para a 12ª colocação, com 23 pontos. Esta foi a terceira partida seguida do Cruz-Maltino sem vitória e sem fazer gol na competição. A Ponte, que tem um jogo a menos - enfrenta o Fluminense na quarta-feira -, está no 15º lugar, com 22 pontos.

Depois de duas derrotas como mandante, o Vasco foi a campo com uma formação mais cautelosa - o volante Wellington substituiu Escudero, e Mateus Vital entrou no lugar de Wagner no meio. A estratégia ficou clara desde o início: marcar forte a Ponte e buscar os contra-ataques.

A tarefa do Vasco foi facilitada porque a Macaca não teve força para ameaçar. No primeiro tempo, teve duas boas chances, mas em falhas da zaga vascaína: Emerson Sheik aproveitou erro de Breno para chutar e obrigar a Martín Silva a grande defesa, aos 32 minutos. No lance seguinte, Marllon aproveitou escanteio e bateu cruzado - Henrique salvou em cima da linha.

 

O segundo tempo foi ainda mais modesto em termos de chances. O Vasco melhorou na defesa e passou menos sustos, mas seguiu sem ameaçar no ataque - Mateus Vital fez boa partida, mas não teve companhia. A Ponte até rondou a área rival, mas finalizou pouco e se ressentiu da atuação apagada do artilheiro Lucca.

Ponte Preta perde para o Vitória por 3 a 1

A Ponte Preta não viu a cor da bola durante o primeiro tempo do jogo de quarta à noite, no Barradão, em Salvador. Como um rolo compressor, o Vitória só precisou do primeiro tempo para liquidar a partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O colômbiano Santiago Tréllez marcou dois e Neílton também deixou sua marca, em atuação sofrível da equipe campineira, que perdeu por 3 a 1, depois que Elton descontou a diferença na etapa final.

Surpreendentemente, o técnico Gilson Kleina abriu mão dos meias Leo Artur e Renato Cajá e colocou quatro volantes em campo. Sem um jogador para cadênciar ou fazer a ligação do meio com o ataque, a Macaca foi presa fácil do rubro-negro baiano.

O pesadelo começou logo no primeiro minuto. Neílton bateu escentaio da direita na medida para o cabeceio de Santiago Tréllez, que se antecipou aos marcadores. A bola acertou o travessão e Aranha se atrapalhou todo na tentativa em vão de evitar o primeiro gol: 1 a 0.

Em nova falha defensiva da Ponte, o Vitória ampliou aos 12'. Juninho cruzou da esquerda, Rodrigo tentou antecipar, mas escorregou no lance e a bola sobrou para Neílton. Livre de marcação, o camisa 10 só teve o trabalho de tocar no canto e fazer 2 a 0, sem chance de defesa.

Percebendo que errou na escolha do esquema, Kleina tirou o volante Jadson e colocou o meia Renato Cajá em campo aos 25'. O time passou a jogar no 4-2-1-3 e ganhou um pouco mais de consistência no meio.

Mesmo assim, o Vitória conseguiu ampliar a vantagem e nova falha de posicionamento defensivo. David arrancou pela esquerda, nas costas do marcador e fez passe para o meio até encontrar o Santiago Tréllez. Aos 35', o atacante bateu cruzado no canto e marcou 3 a 0.

A Ponte voltou animada para a etapa final e chegou a equlibrar as ações. Aos 3', Elton recebeu na intermediária de ataque e, mesmo distante, encheu o pé. Pegou o goleiro Caíque mal posicionado e fez 3 a 1. Um golaço do volante.

Mas, como o placar era muito dilatado, o Vitória se fechou bem na defesa e segurou as iniciativas da Ponte, que tentou e até criou algumas boas oportunidades.

 

Agora, a Ponte volta suas atenções para o confronto de domingo, às 19h, no Majestoso, diante do Vasco, quando poderá estrear seu novo uniforme. Com 21 pontos e um jogo a menos, o time campineiro caiu para a 13ª posição na tabela de classificação. O Vitória encerrou o jejum de cinco rodadas em vencer.

Morre o filho mais novo de Abel Braga, e Fluminense x Ponte Preta é adiado

 

O Fluminense emitiu uma nota oficial com a notícia da morte do filho mais novo do técnico Abel Braga, João Pedro, de 19 anos. Ele caiu do apartamento onde mora a família, uma cobertura, no bairro do Leblon, na manhã deste sábado, enquanto o treinador comandava o trabalho da equipe no CT. O clube prestou sua solidariedade ao técnico e decretou luto de três dias.

Imediatamente o Fluminense entrou em contato com a CBF para tentar o adiamento da partida contra a Ponte Preta, que seria neste domingo, em Campinas. A entidade respondeu de forma positiva, transferindo o jogo para o dia 9 de agosto. Segundo a diretoria de competições, mais detalhes do adiamento serão dados nesta segunda-feira.

Ponte presta solidariedade a Abel Braga

A Ponte Preta foi mais um clube a prestar solidariedade ao técnico Abel Braga, que perdeu o filho mais novo neste sábado, enquanto dirigia um treinamento no Fluminense. Por conta disso, a partida entre os clubes foi adiada pela CBF. 

Em nota divulgada pelo clube à imprensa, a Macaca lamentou a tragédia familiar acontecida com o treinador, que dirigiu a Ponte no Campeonato Brasileiro de 2003. O clube também informou que espera a CBF confirmar o horário do jogo remarcado para informar o torcedor como proceder com os ingressos.

Havia expectativa de bom público, em virtude da boa fase da Ponte, que venceu os últimos três jogos na temporada, entre Brasileirão e Sul-Americana. Quem comprou ingresso para este domingo poderá guardá-lo para usar no jogo remarcado. Por sua vez, haverá também a possibilidade de troca dos bilhetes.

O cancelamento foi comunicado oficialmente à Ponte pelo diretor de competições da CBF Manoel Flores, da partida deverá ser transferida para o dia 9, em horário a ser confirmado.

Os ingressos já adquiridos poderão ser usados nornalmente e assim que houver a confirmação do horário - o que está previsto para ser definido na segunda (31) - a Ponte informará procedimentos para o caso de algum torcedor que havia comprado querer devolver o ingresso em virtude da mudança.

 

Ponte reduz preço do ingresso contra o Fluminense

Dizem que o torcedor brasileiro, em sua maioria, gosta de vitória e só está presente na boa fase do seu clube do coração. Mas, no Majestoso, a matemática parece não funcionar assim. Tanto que, mesmo com o time em 10º lugar no Campeonato Brasileiro — campanha bem acima de concorrentes do mesmo nível e até de outros que têm investimentos milionários —, o Majestoso continua com suas arquibancadas vazias. Pouco mais de 4 mil gatos pingados acompanham regularmente o time na competição.

Por isso, mais uma vez a diretoria da Ponte Preta se curva aos números e faz promoção para tentar atrair o torcedor ao Moisés Lucarelli. O ingresso para o jogo com o Fluminense, domingo, às 16h, está à venda por R$ 40,00 (inteira).

É o reflexo do fracasso de mais uma mexida no seu programa de fidelidade chamado de TC10+, que inclui inúmeras vantagens e descontos. Desde a criação do TC 10+, classificado como o "mais barato do Brasil", o clube garante ter conseguido mais de 2 mil adesões em pouco mais de um mês. Mas, o que se vê na prática é que o público médio continua ocupando apenas 20% da capacidade do estádio.

Em oito confrontos como mandante no Brasileirão 2017, a Ponte segue em último lugar no ranking de público com 4.260 torcedores em média por jogo. É o pior número entre os clubes da Série A.

Desde que decidiu forçar o torcedor a aderir ao TC10+, pagando mensalidade de R$ 39,90, a Macaca vinha cobrando R$ 100,00 pelo ingresso de arquibancada normal. Mas, diante da realidade, decidiu baixar o preço e abriu a possibilidade do sócio torcedor levar um acompanhante na partida com o Fluminense, pela 17ª rodada da competição.

O técnico Gilson Kleina disse que é hora de a torcida abraçar o time. "Vamos trabalhar para conseguir esta quarta vitória consecutiva, algo que não é fácil. Que a nossa torcida encha o estádio, nos apoie e incentive para que possamos fazer um grande espetáculo", disse o treinador, que comanda hoje um treino tático para definir a equipe titular.

Oposto

 

Outros clubes convivem com uma realidade bem diferente do time campineiro. O São Paulo, por exemplo, que tem a terceira pior campanha do Brasileirão e está há seis rodadas na zona de rebaixamento, levou 51.511 torcedores ao Morumbi na última segunda-feira, no empate por 1 a 1 com o Grêmio. No geral, o Tricolor ocupa a 4ª colocação no ranking de público, com média de 25.514 pagantes.

Ponte faz megapromoção para ter casa cheia contra o Flu; veja esquema

Na lanterna da média de público no Campeonato Brasileiro, com 4.348 pagantes por jogo, a Ponte Preta tenta atrair a torcida com promoções.

Para o duelo contra o Fluminense, domingo, às 16h, no Majestoso, a diretoria manteve a entrada de um acompanhante de graça para os sócios-torcedores e também diminuiu o preço dos ingressos para R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia) na arquibancada central - normalmente os bilhetes para o setor custam R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia).

- Quem for TC10+ VIP e Vitalícia, tem que retirar um ingresso para convidado a partir das 9 horas de quinta na sala do programa, isso porque as vagas disponíveis neste setor são limitadas. Já o TC10+ arquibancada que quiser levar um amigo só precisa chegar com ele na catraca e a entrada será liberada - disse Eric Silveira, coordenador do TC10+, explicando o esquema, já adotado na vitória por 4 a 0 sobre o Coritiba, mas sem sucesso, pois apenas 3.832 pessoas compareceram.

Em relação à venda de ingressos, a comercialização começa na quinta-feira, a partir das 11h, nos tradicionais postos físicos, como as bilheterias do Majestoso e as lojas Baby do Centro e do Campinas Shopping.

 

A expectativa é de casa cheia para domingo. Não apenas pela megapromoção. A recuperação do time no Campeonato Brasileiro, com duas vitórias consecutivas, também colabora para a torcida comparecer em peso desta vez. São esperados pelo menos sete mil torcedores.

Subscribe to this RSS feed
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.