Idosa é morta com golpes de faca

0

Uma idosa de 82 anos foi assassinada com golpes de faca, no final da noite desta terça-feira (27), em Campinas. O crime ocorreu na Vila Nova e o principal suspeito é o ex-namorado da neta da vítima. Ninguém foi preso. O crime foi registrado como homicídio simples, no plantão da 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), mas será investigado na 1ª DDM.

Odilia Fatoretto Balan morava com uma neta de cerca de 20 anos e o bisneto, de 4 anos, na casa principal. O filho dela e pai da jovem morava sozinho em uma edícula, nos fundos do terreno. No momento do crime, a idosa estava sozinha no interior da casa e dormindo.

De acordo com vizinhos, recentemente a jovem terminou o namoro com um rapaz, que não aceitava o fim do relacionamento e fazia ameaças. Ainda segundo uma moradora, devido as ameças do rapaz, a moça teria deixado a casa da avó e estava abrigada na casa de parentes.

Com a “fuga” da neta, a idosa passou a morar sozinha na casa. Os vizinhos não souberam informar quanto tempo a jovem tinha deixado a casa e nem o período que a garota se relacionou com o rapaz.

Ainda conforme os vizinhos, a idosa tinha por hábito dormir com a porta dos fundos destrancada, um costume que era conhecido por pessoas mais íntimas da família. “Foi uma fatalidade. Dona Odilia morava aqui há muitos anos e era um anjo. Até agora não sabemos o que realmente aconteceu”, disse uma vizinha que não quis ser identificada.

De acordo com a polícia, por volta da meia-noite e meia, o pai da jovem e filho da idosa acordou com barulhos e gritos de socorro da vítima e correu para fora da casa dele, momento que avistou um rapaz, com as características do ex-namorado da filha, correndo para fora do imóvel. A testemunha ligou para a polícia e encontrou a mãe sobre a cama. A idosa foi golpeada com uma faca de cozinha, no ombro.

O resgate do Corpo de Bombeiros chegou a ir no local, mas a vítima já estava sem vida. A faca foi apreendida. “A princípio foi registrado como homicídio simples porque não sabemos a motivação do crime. As circunstâncias serão apuradas e tendo a caracterização, aí sim será verificado se foi realmente feminicídio”, disse a delegada Lícia Couto Lustosa Cordeiro.

Segundo a delegada, o inquérito foi instaurado nesta quarta-feira e as oitivas de testemunhas e familiares será feita nos próximos dias, já que seria aguardado o enterro da idosa, cujo velório acontece agora a tarde no cemitério da Saudade.