Mulher de 21 anos é presa acusada de matar a prima com óleo quente

0

Uma dona de casa de 21 anos foi presa acusada de ter provocado a morte da prima também de 21 anos. Bruna Letícia Ramos teria jogado óleo quente em Fernanda Nogueira Alexandrino, por inveja, antes da festa do Réveillon. A vítima sofreu queimaduras de 2º grau em mais de 45% do corpo e ficou 18 dias no Hospital de Queimados, em Limeira, mas não resistiu. Em momentos de consciência, Fernanda contou a uma enfermeira, à mãe e ao irmão que a prima havia jogado o óleo.

Bruna teve a prisão temporária de 30 dias decretada e foi presa na sexta-feira no apartamento dela, em Jaguariúna. A jovem está grávida de sete meses e, segundo a delegada Juliana Belinatti Menardo, esboçou frieza no momento da prisão. “Fernanda estava de costas e Bruna a chamou e quando a vítima se virou ela disse: ‘você vai provar uma fritura inesquecível’. A vítima ainda tentou evitar o crime, pedindo para ela não fazer aquilo, mas, mesmo assim, a suspeita jogou o óleo”, disse Juliana. Na ocasião, a suspeita alegou que a tragédia foi um acidente. Que Fernanda estava abaixada, quando a panela com o óleo quente virou e caiu sobre ela.