Loira assume como prefeito e afirma que prioridades são saúde, segurança, educação e mobilidade urbana

0

Antonio Miguel Ferrari (DC) assumiu o cargo de prefeito de Paulínia na tarde desta quarta-feira (23). Ele tomou posse do Gabinete, concedeu uma coletiva de imprensa para jornalistas e apontou as prioridades do seu governo. “Quero fazer o melhor para a população de nossa cidade. Melhorar a saúde, trânsito, segurança e mobilidade são as nossas metas mais urgentes”, afirmou.

Loira assume o posto após o desembargador do TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral) Fábio Pietro de Souza determinar, por meio de liminar, que o democrata cristão assumisse, de forma imediata, como Chefe do Executivo. Em decisões de primeira instância, o vereador Du Cazellato (PSDB) teve decisões favoráveis para continuar como interino. Agora, tais posicionamentos da Justiça local, equivocados de acordo com a corte superior e defesa de Loira, estão suspensos.

“A Chefia do Poder Executivo, pelo Presidente da Câmara de Vereadores, tem caráter transitório e impessoal. Eleito no Presidente da Câmara Municipal, altera-se o responsável pelo Governo local”, afirmou o magistrado.

Antes de tomar posse do posto, Loira foi notificado na Câmara pelo Cartório Eleitoral. A juíza eleitoral de Paulínia, Marta Brandão Pistelli, foi quem fez a notificação. Um Oficial de Justiça chegou a ir até o Paço para notificar Cazellato, que não estava no local. Advogados de Loira precisaram ir até a prefeitura e fazer a comunicação do Mandado de Segurança, recebido por uma servidora pública de carreira.

Advogados

O advogado Claudio Nava, um dos representantes de Loira, relatou que decisão de segunda instância “restabeleceu a Justiça e o direito”. “Hoje, as leis estão sendo cumpridas. Por ser o Presidente da Câmara, Loira deveria ter assumido logo nos primeiros dias de janeiro. Infelizmente, o vereador Cazellato insistiu em usurpar o poder. A boa notícia é que o novo prefeito assume muito empenhando em cumprir com as suas obrigações de gestor e temos certeza que fará o melhor para a população”, afirmou Nava.

Já o advogado Fábio Martins, que também representa Loira, explicou que o novo prefeito permanecerá no cargo até a realização de eleições suplementares. “O Brasil é um país que tem leis, e elas precisam ser cumpridas e respeitadas. Loira será o prefeito até a Justiça Eleitoral convocar o pleito suplementar. Temos estabilidade política e jurídica com a posse de Loira”, disse.