ONG HOSPITALHAÇO – Palhaço ‘Esparadrapo’ alegra o dia dos alunos do curso de Libras

0

O palhaço ‘Esparadrapo’ fez a alegria dos servidores municipais que estão participando do curso de Libras, organizado pelas secretarias de Recursos Humanos e Educação de Paulínia, que tiveram a oportunidade de assistir a peça “O Palhaço Mudo”, interpretado pela equipe da Ong Hospitalhaço. Um grupo de aproximadamente 40 alunos, além das convidadas Bianca Santarosa, diretora da ETEC Bento Quirino, de Campinas, acompanhada das professoras de libras Sueli Capello e Elisabete da Câmara Bernardi. A vereadora Fábia Ramalho também acompanhou o espetáculo realizado nesta quarta-feira, 9 de maio, no auditório do Stop Motion, localizado no Rodoshopping.

O membro da Ong Hospitalhaço, Neio Lúcio Pena, fez o papel do palhaço “Esparadrapo” e apresentou ao público um trecho da peça “Clap Clown”. No enredo da história o ator interpretou um palhaço mudo, que utilizou as expressões para se comunicar e apresentar cenas do cotidiano com pitadas de humor. “O Objetivo da peça é ajudar os alunos na expressão facial”, revela o chefe de Divisão Pedagógica, Lelei Perucci. O secretário de Educação, Luciano Ramalho, conversou com o ator Neio e agradeceu todo apoio e a disponibilidade pela apresentação.

A coordenadora de Recursos Humanos da Ong Hospitalhaço, Adriana Mendonça Thomaz, agradeceu o convite das secretarias de Recursos Humanos e Educação, e destacou os trabalhos da Ong. “Hoje a Ong conta com 600 voluntários, sendo que 400 deles são palhaços humanitários. Realizamos as visitas nos hospitais com o objetivo de levar um momento de felicidade, conforto e sorriso aos pacientes. Nosso trabalho é realizado em 27 hospitais de 17 municípios do Brasil”, explicou Adriana.

Para o secretário de Recursos Humanos, Pedro José Gonçalves, atividades como essa são de extrema importância. “A ONG Hospitalhaço faz um trabalho admirável e que diminui a dor das pessoas e colabora com o desenvolvimento de servidores, como é o nosso caso”, ressalta. As professoras Sueli Capello e Elisabete da Câmara Bernardi – responsáveis pelo curso de libras – também acompanharam as apresentações e fizeram questão de elogiar a apresentação.