Câmara rejeita pedidos do Executivo para projetos tramitarem em regime de urgência

0

A 7ª Sessão Ordinária de 2018 realizada na noite da última terça-feira, 24, contou com a presença de 12 vereadores e ausência dos edis Kiko (PRB), Tiguila (PPS) e Edilsinho (PSDB), e a apresentação de 52 Indicações na primeira parte da Ordem Do dia.

Após os vereadores fazerem uso da palavra, os pedidos de tramitação em regime de urgência dos Projetos de Lei 78/17, 18/18 e 19/18, foram votados e rejeitados por unanimidade, assim o prazo analise dos textos não será menor, conforme solicitava a Administração Municipal. Os PL’s tratam da reorganização do sistema de proteção da Defesa Civil e de mudanças orçamentárias.

Na sequência dos trabalhos legislativos, cinco projetos foram aprovados, sendo quatro de vereadores e um do Executivo.

O PL 23/18 do vereador Kiko recebeu votos favoráveis, para criação de medidas de prevenção e combate ao assédio sexual contra as mulheres nos meios de transporte coletivo.

A criação de vagas de estacionamento exclusivas para gestantes e pessoas com gestantes de colo foi aprovada por meio do PL 24/18 de autoria do parlamentar Danilo Barros (PR).

Marquinho Fiorella (PSB) teve seu PL 25/18, que trata da utilização das lâmpadas de LED na iluminação pública de novos loteamentos ou condomínios, aprovado em primeira discussão.

Du Cazellato (PSDB) recebeu apoios dos pares na aprovação em primeira discussão do PL 26/18, que declara de utilidade pública a entidade “Mulheres Que Acreditam”.

A denominação de Alberto Grigol como via pública também foi aprovada em primeira votação por meio do PL 29/18 do Executivo.

Os vereadores ainda aprovaram 34 Requerimentos e 5 Moções. A próxima sessão ordinária acontece no dia 8 de agosto às 18h30.