Depoimentos de Comissão Processantes são adiados por decisão judicial

0

Conforme decisão expedida pela 1ª Vara da Justiça de Paulínia no fim desta terça-feira, 10, os trabalhos marcados pela Comissão Processante que investiga o prefeito e 13 vereadores, previstos para acontecer nesta quarta e quinta-feira, 11 e 12, respectivamente estão suspensos.

A decisão assinada pelo juiz Carlos Eduardo Mendes, aponta que a Comissão presidida pelo vereador Tiguila (PPS) e composta pelos suplentes Robert Jacynto (PTB) e Paulo Camargo (PR), inverteu a ordem dos depoimentos e iniciou as convocações pelo prefeito, em seguida seriam ouvidos os vereadores, denunciante e depois as testemunhas arroladas pelos denunciados.

O juiz ainda determinou que a ordem dos depoimentos seja: denunciantes, testemunhas e interrogatório dos denunciados com intimação prévia dos interessados e seus advogados com antecedência mínima de três dias, e não 24 horas como fez a Comissão.