Juiz concede efeito suspensivo e vereadores de Paulínia estão mantidos no cargo

0

A Câmara de Paulínia (SP) conseguiu nesta quarta-feira (7) um efeito suspensivo para a decisão da 1ª Vara que determinava realização de uma sessão extraordinária para votação da denúncia contra alguns vereadores e o prefeito Dixon Carvalho.

O juiz da 1ª Vara da Justiça de Paulínia concedeu efeito suspensivo aos embargos de declaração apresentados pela Câmara Municipal, estando suspensa, por ora, a ordem judicial de se realizar novamente a 14ª Sessão Ordinária.

O juiz pede que o recurso dos embargos seja encaminhado ao Ministério Público para nova análise e, após, que o órgão devolva ao Judiciário para uma reanálise, ante as dúvidas apontadas no documento.