Log in
Redação

Redação

Homem é morto em SP e criminoso leva cabeça da vítima para mercado

homem foi preso em Bertioga, no litoral de São Paulo, depois de matar e decapitar outro rapaz durante uma briga. O suspeito ainda foi à porta de um supermercado, próximo à divisa com São Sebastião, com a cabeça da vítima dentro de um saco, ameaçou clientes e esfaqueou uma outra pessoa que comprava pão no local.

De acordo com informações da Polícia Civil, o crime aconteceu nesta quinta-feira (23). A vítima estava na praia quando foi surpreendida pelo suspeito com uma faca. A polícia investiga a motivação do crime e ainda não sabe se existia algum tipo de relacionamento entre o homem morto e o criminoso.

Depois de cometer o assassinato, o suspeito percorreu alguns metros com um saco de pano até a porta de um supermercado. Lá, ele iniciou uma conversa com um rapaz que esperava para comprar pão no local. Depois de alguns minutos, o homem começou a discutir e atingiu o outro com uma facada na altura do rosto.

Vendo a confusão, moradores detiveram o rapaz e chamaram a Polícia Militar. A PM, então, viu que, dentro do saco de pano, o suspeito carregava a cabeça de um homem. Após um breve questionário, o criminoso confessou que havia matado a vítima em uma praia próxima ao supermercado.

A perícia foi chamada ao local e o corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para o reconhecimento da vítima. O caso foi encaminhado à Delegacia Sede de Bertioga, onde foi efetuado um boletim de ocorrência. As investigações continuarão sob responsabilidade do delegado José Aparecido Cardia.

 

 

Enfermeira derruba bebê durante troca de lençóis em hospital

Uma enfermeira não viu um bebê em cima de uma das camas do Hospital Regional do Gama, em Brasília, e derrubou a criança enquanto fazia a troca de lençóis. O bebê caiu no chão, de uma altura de cerca de 1 metro, e teve ferimentos na cabeça. O acidente ocorreu na manhã de terça-feira, 21.

Um boletim de ocorrência de lesão corporal culposa foi aberto pela Polícia Civil para investigar o caso. Segundo a Secretaria da Saúde do Distrito Federal, "a direção do Hospital abriu processo administrativo que será encaminhado para a Corregedoria da Saúde". "Vale ressaltar que a enfermeira trabalha na SES (Secretaria Estadual da Saúde) há 18 anos e que não há registro de fatos como este no HRG", continua a nota.

 

A enfermeira apresentou uma licença médica e não está afastada. Ainda de acordo com a secretaria, "o bebê foi transferido para a Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais (UCIN) do Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB), onde continuará em observação". A criança foi avaliada por uma equipe médica do Hospital de Base e não necessita de UTI. "Ele continua com bom estado geral, mamando", informa a secretaria.

Estado confirma 6 mortes de macacos por febre amarela na região de Campinas

cretaria de Estado da Saúde confirmou nesta quinta-feira (23) que 6 macacos encontrados mortos na região de Campinas  foram vítimas da febre amarela: quatro em Amparo  e dois em Monte Alegre do Sul. Ações de bloqueio vacinal para os moradores da zona rural dos dois municípios estão previstas para acontecer no próximo mês.

Diretora do Centro de Vigilância Epidemiologica (CVE) do Estado de São Paulo, Regiane de Paula explica que não há, no momento, orientação para vacinação da população urbana dos dois municípios, mas destacou a importância da imunização para turistas que pretendem visitar as cidades.

Regiane explica que as mortes de primatas pela doença confirmam a circulação do vírus pela primeira vez na região de Campinas. "Nesse momento, o que a gente tem a circulação do vírus silvestre. No ciclo silvestre, o macaco é o hospedeiro natural. Só quando não tem mais a população de macacos, é que o hospedeiro vai ser o homem, mas a gente chama de um hospedeiro acidental."

Amparo

 

Amparo havia sido notificada do 1º caso de morte de macaco por febre amarela no dia 16 de março, e já se prepara para vacinar os moradores da zona rural. Os outros três casos positivos doram confirmados nesta quinta. "Nessa primeira fase serão cinco equipes com quatros profissionais para iniciar as ações", explicou Maria Silvia Bergo Guerra, secretária municipal de Saúde.

Os agentes de saúde estão sendo vacinados e o bloqueio vacional está previsto para começar no dia 1º de abril, no bairro das Rosas, onde o animal foi encontrado morto. A cidade ficou sem doses da vacina nesta quinta-feira, mas o CVE informou que uma carga para atender pessoas que precisam viajar para áreas de risco foi disponibilizada à tarde.

Monte Alegre do Sul

 

A Prefeitura de Monte Alegre do Sul informou que um lote de vacinas, recebido na última semana, foi utilizado para imunização dos profissionais que irão atuar na imunização da população. Mais doses serão recebidas na primeira semana de abril, para que seja feito o bloqueio vacinal na zona rural.

Campinas

 

A Secretaria de Saúde de Campinas informou que 11 macacos foram encontrados mortos na cidade de 1º de janeiro até esta quinta-feira. Não há confirmação de casos de febre amarela nos primeiras: 6 já foram descartados e 5 aguardam o resultado dos exames.

  • Published in Região

Giovannetti não terá mais cães Beethoven

A rede de choperias Giovannetti não contará mais com a presença de seus dois mascotes, o Beethoven Neto I e o Beethoven Neto II, pondo fim a uma tradição de 20 anos que alegra os clientes da casa. Segundo a empresa, ambos os cães serão transferidos na quinta-feira (23) para São Paulo para viver de aposentadoria. Irão morar na chácara de um dos proprietários da rede e conviver com outros quatro cachorros da família. Esse sócio do Grupo 15 – detentor da marca Giovanetti – foi quem trouxe o avô de Beethoven Neto e de Beethoven Neto II para Campinas, em 1997, dando início à tradição.

Beethoven Neto tem 7 anos de idade está oficialmente aposentado, e a direção do Giovannetti entendeu que, para não sobrecarregar Beethoven Neto II, de 3 anos, o mais correto seria afastar ambos das funções.“Passamos pela experiência de levar o mesmo cão as duas unidades, em dias alternados, quando o pai deles faleceu, e vimos o quão estressante foi para o animal. Por outro lado, não poderíamos privilegiar apenas uma das casas em detrimento da outra. Assim, a maneira mais sensata foi abrir mão da presença de nossas queridas mascotes”, afirma o gerente Wagner Bordin.

Ainda de acordo com a dirigente, outro fator que levou a rede a tomar a decisão foi o fato de não haver um sucessor disponível da mesma linhagem. “Adquirir outro São Bernardo sem qualquer ligação com o nosso Beethoven, apenas para servir de atração, não era o nosso intuito. No nosso entender, a linha sucessória era a tradição. Infelizmente, neste momento, ainda não há como perpetuá-la”, acrescenta.

Cada um dos cães Beethoven visitava uma das unidades das 19h às 21h diariamente. As visitas não ultrapassavam esse tempo para não estressar os animais devido à quantidade de flashes e de interações com os clientes.

Os animais circularam pelas duas unidades - Cambuí e Parque D. Pedro Shopping. Substituam Beethoven Filho, que morreu em um acidente de carro em maio de 2014.

História

O costume de manter São Bernardos nas choperias começou como uma brincadeira em 1997, quando um dos sócios trouxe um filhote de São Paulo para Campinas. O nome de Beethoven foi inspirado no filme Beethoven, O Magnífico, de 1992.

Desde os quatro meses de idade, Beethoven (avô) foi criado no Giovannetti Cambuí. Posteriormente, passou a morar em um canil em Monte Mor, com um adestrador, que o trazia às unidades Cambuí e Parque D. Pedro, nas noites de terça a sábado. Educado, entretinha os clientes, sem importuná-los. Ao chegar para trabalhar, lambia uma barra de gelo.

Conquistou não só os campineiros, como a mídia brasileira. Participou de programas de TV de como os de Adriane Galisteu e de Luiza Brunnet, e, por noite, posava para cerca de 40 fotos, na maioria das vezes com crianças.

Ganhou um sanduíche no cardápio (hambúrguer acompanhado de fritas) e passou a estampar uma linha de produtos, como canecas e bonés. Entre as camisetas da marca Giovannetti, as do cachorro correspondiam a 35% das vendas.

Em 2010, ele se aposentou. Morreu em 2012. O filho Junior, então com um ano de idade, já havia sido adestrado e assumiu o posto de mascote. Mas, em 2014, morreu no acidente de carro.

Foi então que seu filho Beethoven Neto, nascido em 2010 e que há três anos visitava diariamente a unidade Giovannetti Parque D. Pedro, passou a ser o único mascote da marca. Trabalho tanto na unidade do shopping, quanto na do Cambuí, por um breve período, enquanto o irmão mais novo, Neto II, se preparava para auxiliá-lo.

Desde agosto de 2014, II passou trabalhava no Cambuí, enquanto I, trabalhava no Parque D. Pedro.

Zelo

 

A aposentadoria dos animais gerou polêmica no Facebook nesta quinta-feira (23), depois que o adestrador postou um vídeo dizendo estar preocupado com o futuro paredeiro dos animais. Mais tarde, o treinador postou um segundo vídeo afirmando que havia se expressado impulsivamente, pelo coração, mas, que, ao saber exatamente para aonde os animais iriam, se tranquilizou.

Subscribe to this RSS feed
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.