Redação

Redação

Guarani desperdiça chance no Brinco

O Guarani contou com tropeços de vários concorrentes e tinha uma chance de ouro de diminuir a distância para a zona de classificação da Série A2 do Campeonato Paulista. Mas foi omisso, incompetente e voltou a desperdiçar pontos em casa contra um adversário que está na zona de rebaixamento ao ficar no empate por 1 a 1 com o Velo Clube, ontem, no Estádio Brinco de Ouro, em partida válida pela 12ª rodada.

Com o resultado, o Bugre cai para a nona colocação, com 17 pontos e fica a três do Bragantino, que fecha o G4 — a diferença poderia ser de apenas um ponto em caso de vitória. No domingo, a equipe volta a campo para enfrentar o Água Santa, às 15h, em Diadema.

Se teve alguém que viu uma grande atuação do time, foi o técnico Maurício Barbieri. Talvez, tenha sido o único. No domingo a equipe até foi bem, mas o gramado prejudicou. Ontem, com o campo em plenas condições, o futebol foi extremamente pobre. No primeiro tempo, uma overdose de cruzamentos para a área. A maioria deles veio pelo lado direito, sem nenhum efeito.

O Velo veio para se defender, jogar por uma bola e pouco ameaçou na etapa inicial. Mas também foi pouco agredido. O Guarani teve controle, mas em nenhum momento exerceu pressão de verdade. Quem teve um pouco de lucidez foi Bruno Nazário, responsável pelas únicas oportunidades da equipe. Em duas, a finalização de fora da área levou perigo. Na terceira, aos 42’, após contra-ataque puxado por Eliandro, o meia errou o alvo.

O Bugre voltou do intervalo e continuou sem vibração e qualidade. E, quando deu uma brecha, os visitantes aproveitaram. Após bola rebatida por Alef, Cristian emendou de primeira, de fora da área, e mandou no cantinho direito de Leandro Santos para fazer 1 a 0, aos 8'. Flávio Carioca, aos 11', também arriscou, mas o goleiro defendeu.

O empate do Guarani, aos 17', veio na marra, chorado. Auremir carregou pelo lado direito, levou no fundo e cruzou. O goleiro Guilherme tirou e, na sobra, ao tentar afastar, Tiago Bernardi acertou Evandro e a bola morreu no fundo da rede: 1 a 1. Eliandro teve a chance da virada aos 22'. Após troca de passes, o atacante recebeu de Samudio, bateu rasteiro, mas a bola passou caprichosamente à esquerda do gol.

 

O relógio foi andando e cada vez estava mais claro que um gol só viria num golpe de sorte. Sem qualidade para se impor diante de um adversário que completou nove jogos sem vencer, o Guarani seguiu enervando seu torcedor. E, realmente, a última chance veio num lance isolado, aos 40’. Eliandro recebeu na área, bateu cruzado e Evandro chegou concluindo, mas Duda salvou em cima da linha. Novo empate em casa e agora, em 18 pontos disputados no Brinco, o Guarani só somou 9.

Tarifa zero de ônibus a desempregado deve ter início até dezembro, em Campinas

A gratuidade do transporte coletivo para quem está desempregado em Campinas (SP) deve começar a valer até dezembro, de acordo com o prefeito, Jonas Donizette (PSB). O benefício está entre as promessas feitas durante a corrida eleitoral em 2016 e a previsão foi mencionada por ele ao G1 após encontro com empresários, autoridades e representantes de universidades.

"Ele vai acontecer, vai concretizar, nós vamos ter regras, a Emdec [empresa responsável pela gestão do trânsito] está estudando. Eu pretendo, ainda no primeiro ano de governo, ter esse projeto implantado para ajudar as pessoas que estão desempregadas a ter um benefício", explicou. Esta foi a primeira vez que o pessebista falou de prazo para concretizar a medida.

O projeto que regulamenta a tarifa será enviado para análise da Câmara de Vereadores até abril, de acordo com a Secretaria Municipal de Transportes.

À época do pleito, Jonas afirmou que o "Passe para o emprego" permitirá ao morador procurar recolocação no mercado de trabalho, sem ter de pagar a passagem.

Avaliação

Segundo o presidente da Emdec, Carlos José Barreiro, entre os itens avaliados no documento estão tempo da gratuidade, controle e custos para o sistema de transportes.

Estatísticas da Associação Comercial e Industrial (Acic) indicam que até janeiro havia 87,7 mil moradores sem trabalho em Campinas - alta de 34,9% no comparativo com o ano passado, quando eram 65 mil. O valor da tarifa em Campinas, de R$ 4,50, é o segundo maior do Brasil.

Aumento da passagem

O atual preço do bilhete unitário urbano vale desde a primeira semana de janeiro, após reajuste de 18%. O aumento provocou indignação dos passageiros e grupos realizaram protestos.

As integrações, antes gratuitas, foram alteradas. Após o passageiro subir no terceiro ônibus (segunda integração) no período de até duas horas, ele paga R$ 0,30.

Estão isentos usuários que possuem o Bilhete Único Escolar e Universitário, e passageiros que usam a linha 502 "Circular Centro/Linhão da Saúde". Usuários do Bilhete Único pagam R$ 4,20.

 

O município repassou R$ 15 milhões em subsídios para as empresas no primeiro trimestre, de acordo com a Emdec.

Estre lança programa para conscientizar motoristas que transportam resíduos para o CGR Paulínia

Com o objetivo de conscientizar motoristas das inúmeras empresas encarregadas de transportar lixo até o Centro de Gerenciamento de Resíduos (CGR) de Paulínia, a Estre Ambiental criou o Programa de Conscientização e Engajamento de Motoristas – Motorista Consciente. A apresentação ocorreu em 17 de março e reuniu profissionais de 13 transportadoras, responsáveis por aproximadamente 55 mil toneladas de resíduos destinados mensalmente ao aterro sanitário pelas empresas, aquelas que têm a maior quantidade de caminhões transitando nos acessos à Estre.

 

“Esse trabalho tem como objetivo diminuir o impacto do tráfego de caminhões nos acessos ao Centro de Gerenciamento de Resíduos da Estre e aumentar a segurança para todos que moram nas proximidades do empreendimento em Paulínia”, explica a responsável pelos projetos sociais da Estre, Sonia Manastan.

Dentro dessa proposta, Sonia adianta que a Estre vai organizar e formatar cursos para os motoristas dessas transportadoras com foco em comportamento: consciência do seu papel e das consequências de suas atitudes. “Os cursos acontecerão de abril a novembro, nas dependências das transportadoras”, revela.

Para a gerente comercial da Estre, Christiani Vilas Boas, esse trabalho é extremamente necessário para conscientizar os motoristas sobre a importância do seu trabalho na rotina de transportar os resíduos de municípios e empresas, evitando acidentes e poluição nas vias.

O gerente operacional do CGR Paulínia, Rafael Silveira, destaca, ainda, a importância de todos cumprirem com suas obrigações. “Recebemos muitos depoimentos positivos sobre a nossa iniciativa em promover essa aproximação entre as transportadoras na busca de um objetivo comum: segurança da comunidade e melhoria da sua qualidade de vida. Com cada um fazendo a sua parte, os impactos serão minimizados e iremos melhorar nossa convivência com os moradores do entorno do aterro e órgãos públicos”, finaliza. 

 

 

Motorista estaciona carro e se depara com o clone do seu veículo em SP

Durante uma tarde de compras em um supermercado de Taubaté, interior de São Paulo, um homem se surpreendeu.

Após as compras, ao sair no estacionamento para pegar seu carro percebeu que, ao lado dele, estava estacionado um automóvel idêntico ao dele. Com mesma cor, mesmo modelo e, incrivelmente, mesma placa. Ele decidiu, então, chamar a polícia.

 

Ao verificarem o número do chassi, os policiais descobriram que o carro era clonado e fruto de um roubo ocorrido ao final de 2016. O motorista acabou preso. Como informa “Quiririm News”.

Subscribe to this RSS feed
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.