Log in
Redação

Redação

Reação de cão a presente de aniversário chama atenção na internet

Humanos que nos perdoem mas, na batalha entre amor e comida, os cachorros sempre estarão de olho no petisco mais próximo. A prova? A reação da simpática cachorrinha Lucy ao ver o seu presente de aniversário, cuidadosamente escolhido pelo seu dono. O clique é tão divertido, que acabou chamando a atenção dos internautas nesta terça (21).

“Eu achei que encomendar um bolo de aniversário para o meu cachorro seria um desperdício de dinheiro, mas a reação dela valeu cada centavo“, escreveu o usuário tastyhouse no site Reddit. No clique, é possível ver que Lucy ganhou um belíssimo bolo de presente — mas não se preocupem, ele é feito especialmente para mascotes por uma padaria em Massachusetts, nos Estados Unidos. Confira:

 

Em poucos dias, o clique acumulou mais de 750 comentários e chamou a atenção dos administradores do site, ganhando destaque na página inicial. “A Lucy te ama mas, por um momento, ela ama o bolo só um pouquinho mais“, comentou uma jovem após ver o clique. “O único problema é a mensagem no bolo: é um fato bastante conhecido que cachorros não conseguem ler letra cursiva“, brincou outro internauta.

Ponte Preta garante vaga nas quartas do Paulistão

A Ponte Preta se garantiu nas quartas de final do Paulistão ao vencer por 2 a 1 o São Bento, em Sorocaba, com gols de Clayson e Yuri pela Macaca e Clébson diminuindo pelos donos da casa. A partida realizada na noite deste domingo (26) no Estádio Walter Ribeiro, válida pela 11ª e penúltima rodada da fase de classificação, foi a primeira do time sob o comando de Gilson Kleina, garantindo à Ponte 19 pontos, o que a leva direto para o mata-mata com o Santos na próxima fase. Já o São Bento, com 10 pontos, segue colado na degola, com apenas um gol a mais no saldo em relação ao São Bernardo.

O início da partida foi arrastado e sem emoção, com leve favoritismo para o São Bento, que precisava ganhar. Houve um lance mais perigoso para os donos da casa logo aos 4’, quando Ricardo Bueno, de fora da área, arriscou um forte chute e viu a bola raspar o pau direito. Mais nada, além disso, animou muito a torcida pelos primeiros 20 minutos, já que a Ponte conseguiu se fechar bem, impedindo o adversário de armar, mas também não conseguia criar boas chances.

Esse jogo truncado permaneceu, com muitas faltas no campo de defesa da Macaca, dando a Itaqui várias oportunidades de cobrar faltas perigosas, enquanto os alvinegros ainda buscavam uma forma de contra-atacar.

E a chance apareceu aos 23’, numa falha grosseira da zaga do Azulão. Gabriel Santos, num jogada infantil, se enrolou ainda no campo de defesa e viu Clayson roubar a bola com muita facilidade. Ele, então, seguiu com Ravanelli numa linda tabelinha até que o próprio Clayson ficou frente a frente com o arqueiro do São Bento e deu um toque para o gol. Rodrigo Viana até conseguiu chegar na bola, mas não o suficiente para impedi-la de balançar a rede: 1 a 0 para os visitantes.

A Ponte ainda teve uma chance preciosa de marcar o segundo aos 32’, novamente num rápido contra-ataque. Lucca chutou cruzado para a defesa de Rodrigo Viana, mas no rebote, Fábio Bahia ficou na cara do gol com a bola sobrando, só que Pitty chegou dividindo a jogada e evitou que a Macaca ampliasse a vantagem.

O São Bento começou a etapa final exatamente como no 1º tempo, pressionando e superior. Chegou algumas vezes no gol da Macaca, principalmente pela direita. Mas o time enfrentou sérios problemas de finalização. A equipe, entretanto, estava viva na disputa e resolveu os problemas aos 22’, num golaço. Clébson recebeu justamente pela direita de Régis, que estava sozinho, e pegou a bola num lindo voleio direto para o fundo da rede: 1 a 1.

 

A felicidade dos donos de casa durou pouco, graças a Yuri, que entrou justamente na etapa final. Lucca cobrou uma falta da intermediária e o atacante subiu para um cabeceio certeiro que tirou Rodrigo Viana completamente do lance e deu a vitória à Macaca.

Campinas registra morte de macacos por febre amarela

A Secretaria de Saúde de Campinas confirmou nesta sexta-feira (24) a morte de três macacos bugios por febre amarela. Exames feitos no Instituto Adolfo Lutz atestaram que os animais encontrados sem vida na fazenda Santa Lídia, no distrito de Sousas, foram vítimas da doença. Como medida, cerca de mil moradores da área rural de Sousas serão vacinados neste final de semana. A vacinação será feita de casa em casa a partir da manhã deste sábado.

As pessoas que não estão vacinadas devem evitar visitar a área rural dos distritos de Sousas e Joaquim Egídio neste momento ou fazer o uso de repelente a cada duas horas se for aos distritos, como orienta a Vigilância em Saúde. Não há casos suspeitos em humanos na região e a Prefeitura afirma que não há motivo para pânico ou corrida aos postos.

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) de Campinas, Andrea von Zuben, afirma que a confirmação do instituto chegou nesta sexta. Os três animais foram encontrados no mesmo ponto da Fazenda Santa Lídia. Eram uma fêmea e um filhote, mais um macho adulto, que pode ser o pai. Há outros cinco casos de morte de macacos na cidade em investigação. Segundo Andrea, a confirmação somada ao encontro de outros seis macacos com febre amarela na região rural de Amparo e Monte Alegre do Sul demonstram a ocorrência do ciclo silvestre da febre amarela na região rural de Campinas. Ela explica que no ciclo silvestre, a transmissão ocorre entre macacos e mosquitos silvestres, do gênero Haemagogus. O homem só se expõe ao vírus quando entra neste ambiente sem estar previamente vacinado.

Silvestre

Andrea afirma que a confirmação preocupa, mas não há motivo para pânico. “Não é um mosquito urbano. É um mosquito que vive em copas de árvores, tem habitat na mata. Dentro da minha casa ou em área urbana, na maior parte da região de Campinas, ele não está presente. Hoje, a atenção é para a região de mata. Se a pessoa não costuma frequentar mata não muda nada e não tem que fazer corrida aos postos.” Já a pessoa que anda de bicicleta em trilha ou realiza outras atividades na mata deve procurar se imunizar. Os distritos de Sousas e Joaquim Egídio são considerados centros de turismo rural na cidade. A Secretaria de Saúde orienta as pessoas que pretendem visitar a região que estejam previamente vacinadas contra a febre amarela ou a fazerem o uso de repelente a cada duas horas. “Se quer ir para Sousas, não tem jeito, vai entrar na mata, que use repelente e agende sua vacina no 156 ou 160, mas não deve correr o risco de ir no meio da mata.”

Vacinação

A partir deste sábado, a Secretaria de Saúde dá início a uma ação de bloqueio vacinal na região onde os animais foram encontrados. E o objetivo é ampliar o raio, na sequência, para outras regiões. “Vamos trabalhar com a população ao redor desse encontro. Quem não tiver vacinado a gente vacina.” A Secretaria de Saúde planeja aplicar mil doses. “Vamos batendo nas fazendas para fazer a vacinação casa a casa. É uma área bem mais erma. São fazendas grandes com menos habitantes.” Segundo Andrea, desde o começo do ano foram aplicadas 25,5 mil doses da vacina contra a febre amarela em Campinas. “Temos em média 3 mil doses por semana sendo aplicadas. Hoje, no sistema de agendamento, estamos tendo uma falta de 40% das pessoas. Bastante gente agenda e não vai”, afirmou.

Reunião

A pessoa que toma a vacina contra a febre amarela fica protegida após 10 dias e a proteção permanece por 10 anos. Quem já tomou duas doses está protegido por toda a vida e não deve ser revacinado. Os técnicos da Secretaria de Saúde de Campinas estarão reunidos com a Secretaria de Saúde do Estado na segunda-feira, às 13h, para avaliação da necessidade de medidas adicionais, entre elas a ampliação das doses. “Preparamos material para ver ou não se vai ser necessário aumentar as doses de vacinas para a cidade. Vai depender do monitoramento que estamos fazendo.”

Monitoramento

Paralelamente à imunização, a Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) está monitorando os mosquitos por meio de armadilhas. Segundo Andrea, as armadilhas foram colocadas em toda a extensão das matas de Campinas com o objetivo de saber onde o mosquito transmissor está sendo encontrado. “E continuamos monitorando os macacos.” O trabalho da Sucen teve início na semana passada, após a confirmação da febre amarela em macacos de Amparo e Monte Alegre do Sul.

Duas cidades da região tiveram confirmações

A Secretaria de Estado da Saúde já havia confirmado na quinta-feira a morte por febre amarela de quatro macacos em Amparo e dois em Monte Alegre do Sul. Com as mortes confirmadas nesta sexta-feira em Campinas, sobe para nove o número de animais vítimas da doença. As ações de bloqueio vacinal para os moradores da zona rural de Amparo e Monte Alegre do Sul estão previstas para acontecer no próximo mês. Amparo tinha uma morte de primata confirmada no dia 16 de março. Os outros três casos positivos foram confirmados anteontem. Já Monte Alegre do Sul divulgou ontem a nota com a confirmação da morte de dois primatas em área de matas do município. Em nota, informou que o Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE), Regional Campinas, enviará na primeira semana de abril um lote para imunização dos moradores da zona rural. As mortes de primatas pela doença confirmam a circulação do vírus pela primeira vez na região de Campinas. (IM/AAN)

Prefeitura faz novo mutirão contra o Aedes

A Prefeitura de Campinas realiza neste sábado mais um mutirão contra arboviroses. Entre 8h e 12h, 334 profissionais da Secretaria de Saúde realizarão busca e bloqueio de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, em todas as regiões da cidade. A ação inclui, também, um trabalho de orientação à população. A expectativa é que cerca de 12,4 mil imóveis sejam vistoriados. As atividades aos sábados são concentradas em áreas onde há maior número de pendências (imóveis não visitados) nas atividades realizadas durante a semana. (AAN)

SERVIÇO

 

A vacinação contra a febre amarela neste sábado em Campinas é feita por agendamento por meio dos telefones 160 e 156. Em caso de chuva, a ação será cancelada.

  • Published in Região

Ciro Gomes ameaça Moro; "Receberia na bala a turma de Sergio Moro"

O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT-CE) causou polêmica ao comentar o mandado de busca e apreensão e condução coercitiva contra o blogueiro Eduardo Guimarães.

As declarações foram endereçadas ao juiz Sergio Moro, que julga as ações da operação Lava Jato e expediu o mandado em questão. No vídeo, Ciro afirma que “receberia a turma de Moro na bala”.

O ex-ministro também não deve ser candidato em 2018.

A CNT/MDA também indagou as pessoas sobre suas intenções de voto para as eleições presidenciais de 2018. Na pesquisa espontânea, o ex-presidente Lula (PT) aparece na liderança, com 16,6% das intenções de voto.

O deputado Jair Bolsonaro (PSC) é o segundo colocado, 6,5%, seguido por Aécio Neves (2,2%), Marina Silva (1,8%), Michel Temer (1,1%), Dilma Rousseff (0,9%), Geraldo Alckmin (0,7%) e Ciro Gomes (0,4%).

Ex-ministro de Lula, Ciro Gomes (PDT-CE) torce para que o petista não concorra à Presidência. Pelo país (“seria um desserviço”) e por ele, que se vende como o nome progressista para 2018. “Não tenho a menor vontade de ser candidato se o Lula for”, disse à Folha de S. Paulo. Ele também não vê em Marina Silva (REDE – AC) uma opção viável para 2018.

 

 

 

  • Published in Brasil
Subscribe to this RSS feed
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.