Log in
A+ A A-
Região

Região (720)

3º chacina do ano faz Campinas já superar nº de mortes de 2016

Município contabiliza ao menos 125 mortes no ano, contra 116 do ano passado. Especialista em segurança pública critica falta de estrutura da Polícia Civil e diz que existe "sensação de impunidade"

Com três chacinas neste ano, o número de vítimas de homicídio em Campinas (SP) já superou o total de 2016. Com as 12 mortes provocadas por um atirador no réveillon, as quatro de jovens executados na noite de domingo (29) após um baile funk, e as cinco vítimas do atirador Antonio Ricardo Gallo manhã de segunda (30), a cidade contabiliza ao menos 125 mortos, contra 116 do ano passado.

Dados fornecidos pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo apontam que Campinas registrou 116 vítimas de homicídio entre janeiro e setembro deste ano. Os dados de outubro ainda não foram contabilizados pelo órgão.

Para o advogado e especialista em segurança pública, Ruyrillo Pedro de Magalhães, casos como os registrados no réveillon e do atirador que atacou familiares, são de "difícil contenção", mas que expõe um problema de estrutura da polícia.

"A Polícia Civil está esculhambada no Estado de São Paulo. Casos como esses (chacinas familiares) são de difícil contenção, mas se houvesse melhor estrutura e profissionais, poderia haver um trabalho preventivo. Em casos de desavença familiar, com históricos de violência, a autoridade policial poderia atuar", defende.

Magalhães destaca ainda que os órgãos de segurança do Estado estão "preocupados em fornecer números", mas se esquecem da "importância que eles representam". E que a falta de solução dos casos gera a "sensação de impunidade", para a população e, principalmente, os criminosos.

Questionada sobre a estrutura da Polícia Civil em Campinas e do número de casos registrados e solucionados na cidade, a SSP não havia se posicionado até a publicação desta reportagem.

Diretor do Departamento de Polícia Judiciária São Paulo Interior-2 (Deinter-2), em Campinas, Kleber Altale reforçou a dificuldade para evitar as chacinas entre familiares. "Esse tipo de crime, ocorrido no seio da família, é praticamente impossível uma prevenção por parte da polícia."

Para o delegado, no entanto, as mortes em série contribuíram para o aumento da estatística.

1ª chacina

A chacina durante uma festa de réveillon terminou com 12 pessoas assassinadas após Sidnei Ramis de Araujo, de 46 anos, invadir uma casa em Campinas, efetuar os disparos e se matar. O atirador matou o filho, a ex-mulher e outros familiares que comemoram juntos a virada do ano.

Onze pessoas morreram no local e quatro foram atingidas pelos disparos e socorridas. Uma delas morreu no hospital.

2ª chacina

Quatro jovens com idades entre 16 e 22 anos foram mortos por disparos de armas de fogo na noite de domingo (29) no Jardim Satélite Íris, em Campinas (SP). Eles estavam em um baile funk e foram executados a 600m do local da festa. Ninguém foi preso e as armas dos crimes não foram encontradas.

A Polícia Civil trabalha com a possibilidade de acerto de contas para a motivação das mortes. O caso está sendo investigado pelo 11º Distrito Policial.

3ª chacina

Antonio Ricardo Gallo, de 28 anos, matou cinco pessoas e feriu uma na manhã de segunda-feira (30), em Campinas (SP). Quatro das mortes ocorreram no distrito de Sousas, pouco antes das 6h30, no endereço da família do próprio atirador. O pai, uma irmã e um vizinho do suspeito estão entre os mortos.

Os bombeiros localizaram um quarto corpo, que estava carbonizado dentro da casa no distrito de Sousas, mas ainda não foi identificado -- a polícia trabalha com a hipótese de ser outra irmã do atirador.

Gallo chegou a ser perseguido pela Polícia Militar e, então, se matou com um tiro na cabeça.

CPFL abre inscrições para programa de apoio à startups com soluções em energia

'CPFL Inova' pretende acelerar o crescimento de até 12 empresas, que terão acesso a um fundo de R$ 10 milhões para projetos. O cadastro pode ser feito até 19 de janeiro de 2018.

A Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) abriu as inscrições para o programa de apoio à startups com soluções em energia. O "CPFL Inova", lançado nesta quarta-feira (18) na sede da empresa em Campinas (SP), e pretende acelerar o crescimento de até 12 empresas até agosto de 2018. O cadastro pode ser feito pela internet até 19 de janeiro.

Os empreendedores serão selecionados por executivos da CPFL e participarão de um programa no dia 1° de fevereiro. O anúncio dos escolhidos será no dia seguinte, 2 de fevereiro, e terão acesso a um fundo de investivemento de R$ 10 milhões para desenvolvimento de projetos.

Entre os dias 20 de fevereiro e 20 de julho, as empresas selecionadas passarão pelo diagnóstico dos principais desafios de crescimento dos negócios, além de mentorias individuais, mentorias coletivas e interações com mentores.

Piracicaba - Ladrão rouba celular e na fuga é atropelado e tem fratura exposta

 

Um ladrão que tentou roubar um celular em Piracicaba, se deu mal ao fugir de bicicleta. Ao atravessar semáforo na contramão da direção, entrou em um Ford Escort tendo vários ferimentos, entre eles fratura exposta de uma das pernas, e foi necessário passar por cirurgia.

A tentativa de roubo, que o levará para a cadeia quando ele deixar o hospital, aconteceu na manhã de domingo (15) na avenida Madre Maria Teodora, bairro Jaraguá, mas ocorreu a alguns quarteirões dali.

Os policiais+ militares Pessoa e João Paulo, que são da 1ª Cia, foram acionados via Central 190, pouco depois das 10h20, para atender acidente de trânsito com vítima - foi o que chegou ao telefone de emergência por meio do solicitante. Chegando ao semáforo foram informados que se tratava da tentativa de roubo.

Eles apuraram que o marginal entrou em uma farmácia da rua Madre Maria Teodora e, sob grave ameaça, tentou arrancar o celular da vítima. Foi derrubado, momento em que uma testemunha conseguiu recuperar o aparelho. O bandido subiu na bicicleta e fugiu em direção à região do Conjunto Habitacional Cantagalo, mas quando cruzava o semáforo da avenida Abel Francisco Pereira, atingiu em cheio o carro.

Ele foi levado à Santa Casa de Piracicaba e ontem permanecia internado com escolta policial. Segundo a polícia, irá responder pelo artigo 157 (roubo). A ocorrência teve apoio do sargento Gregório, cabos Adário e Gerson e soldado Paulo, todos da mesma Companhia.

Foragida há 21 anos, 'Viúva Negra' da cidade de Americana SP é presa em Ponta Grossa, no Paraná

Foragida há 21 anos, Lúcia de Fátima Dutra Weisz, de 61 anos, conhecida como "Viúva Negra", foi presa na tarde desta quinta-feira (5), no bairro Nova Rússia, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, em uma operação conjunta entre as polícias Civil de São Paulo e do município paranaense.

Lúcia foi condenada, em abril de 2010, a 14 anos de prisão pelo homicídio qualificado do marido. Conforme a polícia, ela estava foragida desde o dia 20 de dezembro de 1995, quando foi resgatada da cadeia pública de Sumaré-SP, com a ajuda do estelionatário José Paulo Gordo, preso em julho de 1999, em Curitiba.

O crime pelo qual ela foi condenada ocorreu em 12 de março de 1995, em Americana-SP. Segundo a polícia, a empregada doméstica Valdelaine Pereira, filha de uma ex-empregada da casa, matou o empresário Gavril Weisz, na época com 41 anos, a mando da "Viúva Negra".

A polícia trata Lúcia como "possivelmente a mulher que ficou mais tempo foragida no país". Ainda de acordo com a polícia, ela também era procurada pela Interpol.

Vereadores de Valinhos aprovam moção baseada em notícia falsa

Os vereadores de Valinhos acreditaram no boato espalhado nas redes sociais pelo compartilhamento da notícia criada por um site e protagonizaram, na terça-feira, uma demonstração de falta de informação e de compromisso com a verdade. Ou seja, caíram na famosa fake news. Oito dos 18 parlamentares da Casa, incluindo o presidente Israel Scupenaro (PMDB), assinaram moção de apoio ao deputado federal Marco Feliciano (PSC) pelo pedido de prisão que ester teria feito contra o ator Wagner Schwartz. O ator, no último dia 26, realizou a perfomance “La Bête”, no Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo. Nela houve a interação entre uma criança e um artista que estava nu. Ocorre que o deputado não pediu a prisão do artista e nem sequer a Justiça expediu qualquer ordem de prisão.

A moção foi lida na sessão e só não foi votada na terça-feira, por falta de tempo, ficando a análise da matéria para a próxima sessão. Na manhã de ontem, o vereador Rodrigo Toloi (DEM), autor inicial da moção, apresentou ofício pedindo a retirada da proposta. Além de Toloi, a moção estava assinada pelos vereadores Dalva Berto (PMDB), André Amaral (PSDB), Luiz Mayr Neto (PV), Kiko Beloni (PSB), Mauro Penido (PPS), Gilberto Borges (PMDB) e pelo presidente da Câmara, Israel Scupenaro (PMDB).

Toloi disse que apresentou a moção porque muitas pessoas pediram a ele uma manifestação sobre a performance no MAM. “Vi uma notícia do pedido de prisão do artista e fiz a moção, coletei assinaturas, protocolei e pedi à minha assessoria que verificasse a veracidade da informação. Foi tudo muito corrido na terça-feira. A moção já tinha sido lida na sessão, quando a informação de que a notícia era falsa chegou”, afirmou.

Sem problema

O vereador disse que não vê problemas no ocorrido, porque a proposta não foi discutida e nem votada. “Estou tranquilo em relação a isso. Se tivesse sido votada seria um problema. Mas se o deputado vier a pedir a prisão e a Justiça acatar, eu farei outra moção de apoio”, afirmou.

A proposta lida na sessão, informa que o pedido de Feliciano foi aceito e expedido pelo juiz da 5ª Vara da Infância e Juventude, que decretou a prisão do ator. No texto, o parlamentar informa que “o ator foi acusado de ter cometido abuso sexual (estupro de vulnerável – art.217-A) dentro do MAM, em São Paulo. Em audiência de custódia, o juiz Edgard Marzola Colombini entendeu que houve estupro na ação do acusado ao incentivar que crianças lhe tocassem pelado”.

Unidade itinerante da Serasa oferece serviços gratuitos em Campinas

Atendimento fica na cidade de terça (3) a sexta-feira (6), das 8h às 18h, no estacionamento do Terminal Rodoviário.

Uma unidade itinerante da Serasa, empresa de análises e informações de crédito, chega a Campinas (SP) nesta terça-feira (3) para oferecer serviços gratuitos à população. Consultar o CPF, conhecer o score (pontuação pessoal de crédito) e fazer alerta de documentos extraviados estão entre as opções para atendimento.

O caminhão ficará disponível até sexta-feira (6), das 8h às 18h, no estacionamento do Terminal Rodoviário da cidade.

Serviço

Caminhão intinerante da Serasa

Quando: de terça (3) a sexta-feira (6), das 8h às 18h

Onde: Estacionamento do Terminal Rodoviário de Campinas - R. Dr. Pereira Lima, 140

Quando: atendimento gratuito

Um terço da população da RMC deve na praça

O desemprego e o descontrole das finanças pessoais levam milhares de pessoas a ficarem inadimplentes na Região Metropolitana de Campinas (RMC). Estimativa da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic) é que 1,06 milhão de pessoas tenham contas pendentes com o varejo na região no acumulado dos últimos cinco anos. O calote deve chegar a R$ 766,1 milhões. O valor aumentou 5,60% em relação aos R$ 725,5 milhões de agosto do ano passado.

Estudo da entidade aponta que, de janeiro a agosto deste ano, a quantidade de carnês sem pagamento chegou a 440.771 documentos. A situação só não está pior porque boa parte dos recursos sacados das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi usada para quitar contas em atraso.

Embora o dinheiro extra tenha ajudado, a inadimplência continua mais alta do que em 2016. O crescimento foi de 2,56% até agosto. Como a taxa de desemprego ainda está elevada - 12,52% da População Economicamente Ativa (PEA), que representa 241.409 trabalhadores - fica mais complicado para o consumidor bancar todas as dívidas do mês.

Especialistas afirmam que outros fatores impactam as finanças pessoais: ‘gastos fantasmas’, descontrole com o cartão de crédito e compras por impulso. Eles reforçam que atingir a tão sonhada “estabilidade financeira” depende mais de como a pessoa gasta o seu dinheiro do que quanto ela ganha.

O coordenador do Departamento de Economia da Acic, Laerte Martins, diz que a inadimplência se acentuou nos últimos dois anos com a crise econômica. Ele observa que milhões de pessoas perderam o emprego e deixaram de pagar muitas contas. O especialista lembra que, entre pagar um banco e comer, o consumidor vai investir os recursos nos gêneros de primeira necessidade.

“A quantidade de endividados na RMC chega a 1,06 milhão de pessoas. Ou seja, cerca de um terço da população está com contas em atraso relativas aos últimos cinco anos. A quantidade é muito elevada e reflete o momento econômico que o País passa. Em agosto do ano passado, tínhamos cerca de 1 milhão de pessoas endividadas”, comenta.

Martins diz que o dinheiro do FGTS das contas inativas ajudou a minimizar a inadimplência neste ano. “O cenário seria ainda pior sem o dinheiro extra do FGTS.

Muitos consumidores preferiram pagar as contas em atraso. A expectativa é que o 13º salário também seja usado na quitação dos débitos pendentes. Neste mês, deveremos ter uma baixa da inadimplência porque os aposentados e pensionistas receberam a primeira parcela do benefício”, ressalta o economista.

Mas, um dinheiro que deve ajudar os endividados é o abono do Programa de Integração Social (PIS). O pagamento do benefício começou este mês e segue um calendário que vai até meados do próximo ano. De acordo com o governo federal, o PIS vai disponibilizar R$ 16,9 bilhões na economia nacional.

Ele estima que em Campinas existam 446.889 pessoas endividadas, cujas pendências são referentes ao período dos últimos cinco anos. Em agosto de 2016, 426.188 pessoas estavam com contas em atraso em carnês ou boletos com o comércio referente a cinco anos. As dívidas hoje somam R$ 312,8 milhões.

Incêndio atinge 20 hectares de área rural, em Artur Nogueira

Um incêndio atingiu 20 hectares de uma área rural no entorno da Rodovia Prefeito Aziz Lian (SP-107), estrada que liga Artur Nogueira (SP) a Holambra (SP), no fim da manhã desta terça-feira (12). De acordo com a Defesa Civil, esta região abriga três propriedades de terra. Um barracão, que pertence à uma residência, foi o único imóvel atingido pelo fogo. Não há registro de vítimas.

Ainda segundo o órgão, as chamas foram controladas com a ajuda do Corpo de Bombeiros de Paulínia (SP), por volta das 15h30. Cana-de-açúcar e goiaba eram alguns dos produtos cultivados na área.

A Defesa Civil informou que será registrado um boletim de ocorrência para apurar as causas do incêndio.

Greve dos servidores municipais completa uma semana em Campinas sem aumentar adesão

Após uma semana de mobilização, a greve dos servidores municipais de Campinas não aumentou a adesão inicial. Segundo informações do Sindicato dos Servidores, o número de funcionários parados continua sendo entre 350 e 400, o mesmo indicado no primeiro dia do movimento grevista. A Prefeitura tem mais de 17 mil servidores.

Segundo Afonso Basílio Júnior, diretor do Sindicato, a decisão do prefeito Jonas Donizette (PSB) de descontar os dias parados dos grevistas e a decisão judicial, que decidiu pela legalidade do desconto, impediram que a adesão crescesse.

“Na atual crise econômica, perder o pagamento dos dias parados quebra o trabalhador economicamente. Por isso, esse número de 400 se estabilizou. Junto a isso, há uma descrença muito grande por parte da população em todas as instituições, o que desestimula a mobilização”, disse.

Os servidores reivindicam reajuste de 10,34% e um vale alimentação e nutricional de R$1.076,20. A decisão de paralisar os serviços foi tomada, segundo o sindicato da categoria, porque o Executivo não apresentou uma proposta de reajuste salarial.

O comando de greve do sindicato segue fazendo manifestações em pontos de maior movimentação no serviço público, como o Mário Gatti. Nesta segunda-feira (4) a mobilização está marcada para a Setec.

O laboratório municipal teve adesão de 50% dos funcionários, segundo informação do sindicato. A Prefeitura diz que a paralisação não está afetando os serviços e a coleta de exames continua sendo feita normalmente nas unidades de saúde.

 

Ainda não há decisões sobre qualquer mudança nos rumos da greve. Uma assembleia será realizada a partir das 15h em frente ao paço municipal para decidir pela continuidade da paralisação. Depois, os grevistas devem ir até a Câmara Municipal para acompanhar a votação do projeto escola sem partido.

Fisiculturista de Sumaré competirá em Las Vegas

A fisiculturista sumareense Elisa Valentim Pecini, de 20 anos, representará Sumaré e o Brasil na Olympia Profissional, considerada a Copa do Mundo da modalidade, na categoria Bikini Fitness. A competição acontece na cidade de Las Vegas, Estados Unidos, de 14 a 17 de setembro.

Elisa teve contato com o esporte após chegar aos 15 anos com 37kg, com anorexia e bulimia nervosa. Agora, atleta profissional, ela pesa 57kg. “Eu não comia corretamente e tinha medo de engordar. Agora, sigo uma dieta rigorosa e saudável para as competições esportivas e treino bastante para alcançar meus objetivos. Planejei estar no Olympia até os 23 anos de idade, não imaginei esta classificação em tão pouco tempo, mas vinha me dedicando para isso, para realizar este sonho”, comentou a atleta. Na categoria que Elisa participa, as mulheres têm de ser “sequinhas”, definidas, mas também conta pontos a textura da pele, do cabelo, o rosto rosado, que são sinais de que a saúde está em dia.

O esporte não só ajudou Elisa a se manter saudável, como também trouxe muitas conquistas, além dessa classificação para o maior evento de fisioculturismo do mundo. Ela compete como profissional há dois anos, desde os 18, e das dezenas de troféus existentes na academia em que ela treina, a Bem Estar, 14 são dela – fora as medalhas. A fisiculturista já venceu competições estaduais, nacionais, além de campeonatos realizados no Equador e na Flórida.

Fonte: Correio Popular

Subscribe to this RSS feed
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.