Log in
A+ A A-
Região

Região (727)

Dinamite é encontrada dentro de supermercado em Santa Bárbara d'Oeste

Funcionário encontrou material e acionou a polícia; alvo seria o cofre do comércio, mas o explosivo falhou.

Uma dinamite foi encontrada dentro de um supermercado na manhã desta segunda-feira (15) em Santa Bárbara d’Oeste (SP). O material foi encontrado por um funcionário, que acionou a polícia. O grupo antibombas de São Paulo (SP) foi chamado para desativar o explosivo.

O supermercado fica no bairro Jardim São Francisco. Segundo a Polícia Militar, o funcionário chegava para trabalhar quando encontrou a banana de dinamite. Sem saber do perigo, ele mesmo teria pego o explosivo e colocado no estacionamento do supermercado.

As imagens do circuito de segurança do local registraram os criminosos arrombando o supermercado. É possível ver um carro se posicionando para dar ré e estourar a porta de entrada do comércio.

Em seguida, dois homens saíram correndo do supermercado, possivelmente à espera da explosão, que não aconteceu. O alvo era o cofre que fica no supermercado, mas segundo o gerente, nada foi levado.

O grupo antibombas retirou o explosivo do local ainda nesta manhã, que foi levado para outro lugar e ser explodido.

 

Polícia identifica suspeito de matar jovem a facadas em casa noturna de Campinas

Rapaz de 27 anos foi morto no Chão Brasil, Vila São Jorge, na madrugada de 30 de dezembro. Estabelecimento diz que colabora com as investigações.

A Polícia Civil confirmou na noite desta terça-feira (2) que identificou o suspeito de ter matado a facadas André Paulino Correia, 27, no banheiro da casa noturno Chão Brasil, em Campinas (SP).

Segundo o Departamento de Polícia Judiciária (Deinter-2), "as investigações apontam a motivação do crime" em 30 de dezembro. Contudo, afirma que não é possível mencionar detalhes para não atrapalhar o andamento dos trabalhos. Testemunhas já foram ouvidas pelo Setor de Homicídios.

O crime

A vítima de 27 anos chegou a ser socorrida ao Hospital Municipal Mário Gatti, mas não resistiu.

Uma amiga da família lamentou a tragédia e disse ao G1 que parentes desconhecem ameaças feitas ao jovem antes do assassinato. O jovem, explica, não era frequentador assíduo da casa.

"Ele era um menino bem carismático, não tinha inimizade com ninguém. A família não desconfia de nada e acho que ele foi lá três vezes", falou a cabeleireira Helena Gonçalves, que trabalha com a mãe do rapaz. Segundo ela, o jovem trabalhava como autônomo em carpintaria e deixou um filho de 2 anos, que mora com a mãe na Bahia. Correia tem dois irmãos que moram em Campinas.

De acordo com relatos de testemunhas à Polícia Civil, um segurança da casa noturna foi acionado para verificar uma briga dentro de um dos banheiros masculinos do estabelecimento por volta das 4h. Ao chegar ao local, o funcionário encontrou a vítima sozinha, ferida no abdômen.

O resgate foi acionado e o jovem foi encaminhado pelo Samu ao Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, em Campinas, mas não resistiu e chegou sem vida à unidade médica.

O que diz a casa noturna?

Um representante do Chão Brasil informou ao G1 que a casa noturna tem colaborado com os trabalhos da polícia. Ele defendeu que o estabelecimento possui sistema de vigilância por câmeras e que as imagens serão disponibilizadas para os investigadores.

O estabelecimento usou uma página em rede social, em 30 de dezembro , para destacar que foi "prestado socorro imediato ao cliente". "Estamos também sensibilizado (sic) com o acorrido (sic), prestando suporte a família e estamos à disposição dos órgãos competentes", informa o texto.

 

Saidinha de Natal; Guarda municipal é feito refém por criminoso no Centro de Campinas

Um foi preso e dois outros criminosos fugiram após ação na Rua José Paulino. Grupo pediu R$ 10 mil a uma mulher e rodou com a vítima até Americana (SP).

Uma tentativa de extorsão no Centro de Campinas (SP) terminou com um suspeito morto, um preso e um foragido na tarde desta terça-feira (26) no Centro de Campinas (SP), segundo informações da EPTV, afiliada da TV Globo.

De acordo com informações da Polícia Militar, um dos suspeitos rendeu um guarda e o ameaçou com uma arma de fogo apontada para a cabeça dele na Rua Álvares Machado. Depois de rendê-lo, o criminoso foi caminhando com a vítima até a Rua José Paulino com Benjamin Constant, um dos cruzamentos mais movimentados da cidade.

Em seguida, o agente de segurança municipal conseguiu reagir e se afastou. O suspeito de 33 anos foi morto após ser baleado por outros guardas que faziam um cerco. Ele estava com uma camiseta da Polícia Civil.

Ainda segundo a EPTV, os três suspeitos tentavam extorquir uma mulher que estava em uma banca de jornal. Os homens disseram à ela que eram policiais civis e iriam prendê-la caso não recebessem R$ 10 mil. O grupo rodou com a vítima até Americana (SP) e, depois que a mulher contatou uma pessoa para conseguir o dinheiro, eles voltaram até a banca para pegar a quantia, mas foram abordados pela Guarda.

Tanto o homem baleado quanto o suspeito preso e o que fugiu haviam saído da cadeia para o indulto de Natal. A Polícia apreendeu uma pistola 765 e mais munições.

A tentativa de extorsão movimentou o centro da cidade na tarde desta terça. A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) enviou agentes de mobilidade urbana para controlar o tráfego no local, que ficou lento. As ruas Benjamin Constant e José Paulino foram interditadas parcialmente.

Aprovado no Senado projeto que torna Limeira Capital Nacional da Joia Folheada

Texto segue para sanção da Presidência da República. Município é responsável por 70% da produção do setor no país, segundo associação.

O projeto de lei complementar que concede ao município de Limeira (SP) o título de Capital Nacional da Joia Folheada foi aprovado em votação final no Senado na noite desta terça-feira (12). Com o resultado, o texto segue para sanção do presidente Michel Temer (PMDB).

A cidade é responsável, segundo a Associação Limeirense de Joias (ALJ), por cerca de 70% da produção nacional do setor. O diretor da ALJ e presidente da Feira Internacional de Joias de Limeira, Angelo de Munno Neto, espera que o reconhecimento impulsione o investimento no setor. "Não só seja reconhecida politicamente como um título, mas principalmente para que venha incentivos para a cidade, verbas para poder aprimorar o desenvolvimento da capital da joia folheada", afirma.

Segundo o diretor, a cidade ainda é responsável por 50% do mercado de joias folheadas nacionais que são exportadas. Ele lembra que Limeira é a capital estadual do segmento desde 2009. "Mais de 30 mil pessoas trabalham direta ou indiretamente no setor de joias folheadas, isso é 10% da população", informa.

Ao todo, a cidade tem 500 empresas formalizadas do setor que são responsáveis por produzir cerca de 50 toneladas de peças por mês, comercializadas em todas as regiões brasileiras, além de exportar para América Latina e países como Estados Unidos, África do Sul, Portugal, Itália e Espanha.

O projeto, do deputado federal Miguel Lombardi (PR), começou a tramitar na Câmara em março de 2015. Após ser analisado e aprovado pela Comissão de Cultura e pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, o texto foi aprovado no plenário e encaminhado em dezembro de 2016 ao Senado. A tramitação no Senado iniciou em agosto e, na noite desta terça, foi aprovada por aclamação.

 

Criança morre afogada em piscina de chácara em Americana

Uma menina de 2 anos morreu após se afogar na piscina da chácara onde morava com a família no Distrito Industrial Abdo Najar, em Americana (SP), no sábado (11). De acordo com a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP), o avô relatou à Polícia Civil, durante registro de ocorrência, que a vítima teria se afastado da mãe no momento em que ela preparava café da manhã.

Segundo a assessoria da pasta, o avô da menina contou ainda que vizinhos ajudaram a socorrê-la até um pronto-socorro da cidade, mas a vítima não resistiu. O caso foi registrado no plantão da Delegacia Seccional como morte suspeita/morte acidental e será investigado pelo 4º Distrito Policial.

Homem é atropelado por trem em Hortolândia

Um homem de 56 anos foi atropelado por um trem no início da tarde desta terça-feira (5) na Vila Real, em Hortolândia (SP).

A vítima foi atendida pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) em estado grave, mas a equipe pediu apoio do helicóptero Águia da Polícia Militar de Campinas (SP).

Ele foi levado para o Hospital de Clínicas da Unicamp, que confirmou, por meio da assessoria de imprensa, que o estado dele é grave.

Jovem é detido após ameaças causarem medo em escolas de Pedreira, SP

Rapaz deve ser encaminhado para serviço de saúde após o depoimento na delegacia da cidade.

A Polícia Civil de Pedreira (SP) deteve, no final da manhã desta segunda-feira (27), um rapaz de 26 anos após ele publicar ameaças na página particular do Facebook e causar medo em escolas do município por um suposto ataque. Pais anteciparam a saída dos filhos das aulas em ao menos duas escolas depois das mensagens se espalharem por grupos de Whatsapp. Em uma delas, mesmo os estudantes acostumados a saírem sozinhos só foram liberados na presença dos responsáveis.

O suspeito foi aluno em uma das escolas. As postagens dele citavam ameaças contra os moradores. "Amanhã tem churrasco no país da carne", escreveu o rapaz. Em outra mensagem, do dia 24 de novembro, ele escreveu: "Está chegando "Amigos"... 27/11. Mentir sozinho, eu sou capaz. Brasil, sociedade, cidade-quase-pagã", postou.

A Polícia Civil de Pedreira informou que o caso foi registrado na delegacia do município e está sendo acompanhado pela equipe de investigação da unidade. Policiais civis disseram ao G1 que o suspeito será encaminhado para um serviço de saúde mental.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) destacou que policiais civis foram até a casa do suspeito conversar com ele. "Com sua autorização e da família, realizaram buscas na residência, mas nada de ilícito foi encontrado".

300 alunos

Como as mensagens se espalharam pelos grupos de celular, a unidade do Colégio Objetivo, no bairro Bela Vista, dispensou cerca de 300 alunos dos níveis fundamental e médio nesta manhã. Os estudantes só puderam deixar o prédio acompanhados pelos pais, mesmo que estivessem acostumados a voltar sozinhos para casa.

Os responsáveis ligaram solicitando permissão para retirar os filhos da escola porque receberam uma mensagem no grupo de Whatsapp dos pais da escola.

"A gente ligou para os pais que viessem buscar os alunos porque tem muitos que vão embora sozinhos. Fechamos os portões", disse a diretora do Objetivo, Elisa Vicentin Pintor.

Ainda segundo a diretora, as mães começaram a ligar nas primeiras horas da manhã. "Chegamos na escola e começou. UIa mãe viu no Facebook, ligaram várias mães", completa a diretora.

A escola particular cancelou as aulas da parte da tarde, que ocorreriam para os níveis infantil e fundamental I - do 1º ao 5º anos. As atividades serão retomadas nesta terça (28), informou a unidade.

A escola do suspeito

Uma funcionária da Escola Municipal de Ensino Fundamental Humberto Piva, onde o rapaz investigado estudou há cerca de 15 anos e foi aluno da atual diretora, informou que a maior parte dos alunos do 1º ao 5º anos - cerca de 260 estudantes - foi embora com os pais, apesar de não ocorrer uma orientação oficial para dispensa por parte da diretoria e da Prefeitura.

"O grupo da escola recebeu uma mensagem pelo Whatsapp falando que ele ia entrar na escola, mas ele não citou a escola. Ele fala de lucifer, demônio. Na mensagem ele citava que hoje ia ser o dia. Ia ter churrasco na cidade no dia 27 do onze", afirma a funcionária, que pediu para não ser identificada.

Ela disse ainda que os funcionários da unidade escolar ficaram assustados e avisaram a Polícia Militar e a Guarda Municipal assim que souberam da ameaça.

"Chegar numa segunda-feira de manhã com a notícia de que a escola pode ser invadida é complicado", disse ela.

A Secretaria Municipal de Educação de Pedreira informou que as aulas na rede não foram suspensas. A Secretaria Estadual de Educação informou que as aulas nas unidadesda cidade ocorrem normalmente nesta segunda-feira.

 

3º chacina do ano faz Campinas já superar nº de mortes de 2016

Município contabiliza ao menos 125 mortes no ano, contra 116 do ano passado. Especialista em segurança pública critica falta de estrutura da Polícia Civil e diz que existe "sensação de impunidade"

Com três chacinas neste ano, o número de vítimas de homicídio em Campinas (SP) já superou o total de 2016. Com as 12 mortes provocadas por um atirador no réveillon, as quatro de jovens executados na noite de domingo (29) após um baile funk, e as cinco vítimas do atirador Antonio Ricardo Gallo manhã de segunda (30), a cidade contabiliza ao menos 125 mortos, contra 116 do ano passado.

Dados fornecidos pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo apontam que Campinas registrou 116 vítimas de homicídio entre janeiro e setembro deste ano. Os dados de outubro ainda não foram contabilizados pelo órgão.

Para o advogado e especialista em segurança pública, Ruyrillo Pedro de Magalhães, casos como os registrados no réveillon e do atirador que atacou familiares, são de "difícil contenção", mas que expõe um problema de estrutura da polícia.

"A Polícia Civil está esculhambada no Estado de São Paulo. Casos como esses (chacinas familiares) são de difícil contenção, mas se houvesse melhor estrutura e profissionais, poderia haver um trabalho preventivo. Em casos de desavença familiar, com históricos de violência, a autoridade policial poderia atuar", defende.

Magalhães destaca ainda que os órgãos de segurança do Estado estão "preocupados em fornecer números", mas se esquecem da "importância que eles representam". E que a falta de solução dos casos gera a "sensação de impunidade", para a população e, principalmente, os criminosos.

Questionada sobre a estrutura da Polícia Civil em Campinas e do número de casos registrados e solucionados na cidade, a SSP não havia se posicionado até a publicação desta reportagem.

Diretor do Departamento de Polícia Judiciária São Paulo Interior-2 (Deinter-2), em Campinas, Kleber Altale reforçou a dificuldade para evitar as chacinas entre familiares. "Esse tipo de crime, ocorrido no seio da família, é praticamente impossível uma prevenção por parte da polícia."

Para o delegado, no entanto, as mortes em série contribuíram para o aumento da estatística.

1ª chacina

A chacina durante uma festa de réveillon terminou com 12 pessoas assassinadas após Sidnei Ramis de Araujo, de 46 anos, invadir uma casa em Campinas, efetuar os disparos e se matar. O atirador matou o filho, a ex-mulher e outros familiares que comemoram juntos a virada do ano.

Onze pessoas morreram no local e quatro foram atingidas pelos disparos e socorridas. Uma delas morreu no hospital.

2ª chacina

Quatro jovens com idades entre 16 e 22 anos foram mortos por disparos de armas de fogo na noite de domingo (29) no Jardim Satélite Íris, em Campinas (SP). Eles estavam em um baile funk e foram executados a 600m do local da festa. Ninguém foi preso e as armas dos crimes não foram encontradas.

A Polícia Civil trabalha com a possibilidade de acerto de contas para a motivação das mortes. O caso está sendo investigado pelo 11º Distrito Policial.

3ª chacina

Antonio Ricardo Gallo, de 28 anos, matou cinco pessoas e feriu uma na manhã de segunda-feira (30), em Campinas (SP). Quatro das mortes ocorreram no distrito de Sousas, pouco antes das 6h30, no endereço da família do próprio atirador. O pai, uma irmã e um vizinho do suspeito estão entre os mortos.

Os bombeiros localizaram um quarto corpo, que estava carbonizado dentro da casa no distrito de Sousas, mas ainda não foi identificado -- a polícia trabalha com a hipótese de ser outra irmã do atirador.

Gallo chegou a ser perseguido pela Polícia Militar e, então, se matou com um tiro na cabeça.

CPFL abre inscrições para programa de apoio à startups com soluções em energia

'CPFL Inova' pretende acelerar o crescimento de até 12 empresas, que terão acesso a um fundo de R$ 10 milhões para projetos. O cadastro pode ser feito até 19 de janeiro de 2018.

A Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) abriu as inscrições para o programa de apoio à startups com soluções em energia. O "CPFL Inova", lançado nesta quarta-feira (18) na sede da empresa em Campinas (SP), e pretende acelerar o crescimento de até 12 empresas até agosto de 2018. O cadastro pode ser feito pela internet até 19 de janeiro.

Os empreendedores serão selecionados por executivos da CPFL e participarão de um programa no dia 1° de fevereiro. O anúncio dos escolhidos será no dia seguinte, 2 de fevereiro, e terão acesso a um fundo de investivemento de R$ 10 milhões para desenvolvimento de projetos.

Entre os dias 20 de fevereiro e 20 de julho, as empresas selecionadas passarão pelo diagnóstico dos principais desafios de crescimento dos negócios, além de mentorias individuais, mentorias coletivas e interações com mentores.

Piracicaba - Ladrão rouba celular e na fuga é atropelado e tem fratura exposta

 

Um ladrão que tentou roubar um celular em Piracicaba, se deu mal ao fugir de bicicleta. Ao atravessar semáforo na contramão da direção, entrou em um Ford Escort tendo vários ferimentos, entre eles fratura exposta de uma das pernas, e foi necessário passar por cirurgia.

A tentativa de roubo, que o levará para a cadeia quando ele deixar o hospital, aconteceu na manhã de domingo (15) na avenida Madre Maria Teodora, bairro Jaraguá, mas ocorreu a alguns quarteirões dali.

Os policiais+ militares Pessoa e João Paulo, que são da 1ª Cia, foram acionados via Central 190, pouco depois das 10h20, para atender acidente de trânsito com vítima - foi o que chegou ao telefone de emergência por meio do solicitante. Chegando ao semáforo foram informados que se tratava da tentativa de roubo.

Eles apuraram que o marginal entrou em uma farmácia da rua Madre Maria Teodora e, sob grave ameaça, tentou arrancar o celular da vítima. Foi derrubado, momento em que uma testemunha conseguiu recuperar o aparelho. O bandido subiu na bicicleta e fugiu em direção à região do Conjunto Habitacional Cantagalo, mas quando cruzava o semáforo da avenida Abel Francisco Pereira, atingiu em cheio o carro.

Ele foi levado à Santa Casa de Piracicaba e ontem permanecia internado com escolta policial. Segundo a polícia, irá responder pelo artigo 157 (roubo). A ocorrência teve apoio do sargento Gregório, cabos Adário e Gerson e soldado Paulo, todos da mesma Companhia.

Subscribe to this RSS feed
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.