Log in
A+ A A-
Notícias Bizarras

Notícias Bizarras (584)

Mulher de 150 quilos mata menina ao se sentar sobre ela

Uma mulher de 150 quilos foi acusada de assassinato na Flórida por ter matado uma garota de 9 anos ao sentar-se sobre ela como forma de castigo. As informações sobre o caso foram divulgadas na mídia local nesta terça-feira.

Veronica Green Posey, de 64 anos, foi presa e acusada de homicídio e crueldade contra um menor, informou "The Pensacola News Journal", periódico da Flórida. A polícia do condado de Cambria afirmou que a vítima era a prima de Veronica.

Paramédicos e oficiais de Justiça correram para a casa da família em Pensacola após um telefonema ser feito para serviços de emergência. Veronica contou aos agentes que ela se sentou sobre a menina Dercika Lindsay como punição "porque ela estava fora de controle".

O relatório da polícia diz que, durante o incidente, a menina disse a Veronica e aos pais — que também se encontravam em casa naquele momento — que não conseguia respirar. Quando a moça se levantou, a criança já não estava consciente. As autoridades dizem que Veronica chamou de serviços de emergência e tentou ressuscitar a Derika.

O relatório de prisão diz que os pais da pequena, Grace Joan Smith e James Edmund Smith, são acusados de negligência com menor.

Grace Smith chamou Veronica, que é sua sobrinha, para ir à sua casa ajudá-la a disciplinar a criança, de acordo com o relatório. Ela contou aos investigadores que Veronica atingiu Derika com uma régua e um tubo de metal antes de se sentar sobre ela.

Já James Smith disse aos investigadores que Veronica sentou-se sobre a menina por alguns minutos antes de ela reclamar que não podia respirar e que se levantou somente dois minutos depois disso.

 

Homem foge para a floresta e passa 10 anos por lá porque estava cansado de seu casamento

Um inglês de 62 anos revelou que passou 10 anos vivendo em uma floresta para fugir da própria mulher. Malcolm Applegate ficou casado por três anos, antes de decidir que seu relacionamento estava fazendo mal a ele mesmo.

Foi quando o sujeito decidiu sair de Birmingham, onde morava com a mulher, para ir a Londres. Toda a viagem demorou três semanas e meia porque teve de ser feita a pé, já que a bicicleta de Applegate foi roubada durante o percurso.

"Eu fiquei três anos casado. Neste período, tudo correu bem. Nos dávamos bem. Mas, ela ficou cheia do meu serviço de jardineiro. Ela dizia: 'por que não temos tempo um para o outro?' Mas eu estava trabalhando e era indicado por vários clientes", contou Applegate à imprensa britânica.

As reclamações da mulher foram aumentando até chegar ao ponto que o jardineiro resolveu fugir para Londres. Como refúgio, Applegate foi morar em um camping, junto com duas outras pessoas, em uma floresta perto de Kingston, ao sudoeste da capital inglesa.

Para ganhar dinheiro, ele seguiu trabalhando como jardineiro, em um centro comunitário para idosos. E Applegate viveu assim por 10 anos. Além de perder contato com a mulher, o inglês também parou de falar com parentes. Tanto que sua irmã achou que tivesse morrido. Recentemente, ele entrou em contato com ela e agora os dois estão bem.

Depois de sair da floresta, Applegate foi morar em um abrigo para sem-teto em Greenwich, ao sul de Londres. O inglês continua trabalhando como uma espécie de faz-tudo do local. E diz que, apesar de não ter uma casa, vive bem.

"Eu tenho um ótimo quarto e posso trabalhar e ter uma vida social ativa. Adoro viver aqui", contou.

 

Ladrão fica preso durante roubo e chama a polícia na Holanda

"De vez em quando os ladrões fazem nosso trabalho ficar realmente fácil", disseram os policiais.

Um homem que invadiu um edifício para roubar na cidade holandesa de Nederweert teve que chamar a polícia depois de ter ficado preso, informou nesta terça-feira o site de notícias "Dutchnews".

O homem, que estava embriagado, tinha invadido a propriedade durante a madrugada, mas depois que a porta do edifício fechou e ele não viu possibilidades para escapar, resolveu escalar o telhado e chamar a polícia.

"Pelo telefone ele tentou contar uma bela história, mas sua presença na propriedade às 4h45 e o alerta recibido em nossa central deixaram claro que na realidade queria entrar para roubar", explicou a polícia da província de Limburgo em sua página do Facebook.

"De vez em quando os ladrões fazem nosso trabalho ficar realmente fácil", disseram.

A polícia o conduziu para delegacia e, após comprovar que o homem tinha bebido tanto que não sabia o que fazia, ele acabou liberado.

Policiais encontram prefeito dirigindo cortador de grama com uma cerveja na mão

O prefeito de uma cidade no interior da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, se envolveu em uma polêmica após ter sido flagrado dirigindo um cortador de grama segurando uma lata de cerveja.

John Garder, prefeito da cidade de Aynor, foi gravado por uma câmera de segurança instalada em um carro da polícia.

Quando foi parado pelos agentes, na noite do dia 25 de agosto, ele pediu desculpas. O policial pegou a lata e jogou toda a cerveja fora.

Agora, o político afirma que a latinha estava fechada quando foi parado pela polícia.

"Pelo que eu saiba, estava fechada. Eu me lembro de ver o policial abrindo e jogando o conteúdo fora", afirmou em entrevista concedida na última sexta-feira (8).

Gardner, que busca a reeleição neste ano, contou que estava indo abastecer seu cortador de grama após ter aparado o jardim da casa de sua sogra. Ele diz que comprou a cerveja na loja de conveniência do posto.

Além disso, o prefeito jura que o problema foi que seu cortador de grama não tinha faróis e, apenas por isso, foi parado.

"Tudo não passou de um mal-entendido", afirmou. 

Leitora devolve livro com 36 anos de atraso a biblioteca na Escócia

Um livro foi devolvido a uma biblioteca com 36 anos de atraso na Escócia.

A biblioteca Shetland postou uma foto do livro, que foi emprestado em 10 de outubro de 1981.

É um exemplar de "Highland Folk Ways", de I. F. Grant.

A usuária disse que encontrou o livro, ainda em bom estado, quando fazia faxina em casa e ficou "envergonhada" do esquecimento.

 

Polícia mata mulher que ameaçava cometer suicídio

Durante a tentativa de um resgate, a SWAT matou uma mulher armada que ameaçava cometer suicídio

A ocorrência que chegou às autoridades da Flórida, Estados Unidos, na sexta-feira (25), dizia que uma mulher armada havia se escondido em um apartamento do residencial Water’s Edge, no bairro de Sunrise, ameaçando cometer suicídio. De acordo com a delegacia do condado de Broward, o incidente aconteceu por volta das 19h30, três horas e meia depois que as negociações começaram.

Os agentes chegaram ao endereço por volta das 16h e iniciaram a tentativa de resgate. A porta-voz da delegacia, Veda Coleman-Wright, explicou que, durante as tratativas, a mulher simplesmente parou de se comunicar com os oficiais. A equipe SWAT, então, decidiu entrar no apartamento à força.

Ao invadirem a residência, os oficiais encontraram a mulher com a arma em punho atrás de uma barricada improvisada. Imediatamente atiraram. Ela morreu na hora sem que nenhum oficial ficasse ferido.

As autoridades abriram um inquérito para apurar o incidente.

Cachorro empurra carrinho de supermercado nos EUA

Um cachorro foi flagrado neste domingo (20) empurrando um carrinho de compras em um supermercado em Milpitas, na Califórnia.

 

Vários usuários do Twitter postaram imagens do cão, e o incidente logo viralizou.

Mulher reencontra anel de noivado em cenoura após 13 anos no Canadá

Uma canadense que havia perdido seu anel de noivado há 13 anos enquanto cuidava do jardim da cada da família reencontrou o anel -que estava envolvendo uma cenoura.

O anel foi encontrado pela enteada de Mary Grams, de 84 anos.

Mary disse que ainda não acredita no que aconteceu. Ela nunca contou ao seu marido, Norman, que tinha perdido o anel. Ele morreu há 5 anos.

Sua enteada, Colleen Daley, achou o anel enquanto colhia cenouras para o jantar com seu cão Billy na fazenda da família, próximo a Armena, no departamento de Alberta. A propriedade é da família há 105 anos.

 

Collenn disse que notou que uma das cenouras tinha um formato estranho. Ao lavá-la, ela notou a presença do anel e falou ao seu marido, filho de Mary, que entendeu o que tinha acontecido e avisou a mãe, que custou a acreditar no que via.

Suspeito usa banheiro em assalto, esquece de dar descarga e acaba preso identificado pelo DNA

Autoridades disseram que um suspeito de furtar uma casa na Califórnia foi ao banheiro da casa durante o assalto, esqueceu de puxar a descarca, deixou "prova de DNA" no banheiro -e isso acabou provocando sua prisão.

O policial Tim Lohman, do condado de Ventura, disse que o suspeito não puxou a descarga durante o assalto, ocorrido em outubro passado na cidade de Thousand Oaks.

Ele afirma que isso permitiu que os policiais colhessem "provas" para um exame de DNA.

O DNA obtido "casou" com o de um suspeito que estava em um banco de dados nacional, o que permitiu que a polícia encontrasse o suspeito em sua casa, na cidade de Ventura.

 

Andrew David Jensen, de 42 anos, foi preso em 28 de julho. Ele deve comparecer ao tribunal nesta quarta (9).

Satanistas criam curso infantil para contrapor ensino cristão em escolas dos EUA

Representantes de Deus e do Diabo na Terra estão disputando a atenção de alunos de escolas públicas nos Estados Unidos.

Desde 2001, a Suprema Corte americana permite que grupos religiosos ofereçam cursos extracurriculares a alunos da rede pública. Graças à regra, igrejas católicas e evangélicas espalharam os chamados "Clubes de Boas Notícias" por colégios de todo o país, com a missão de "evangelizar meninos e meninas com o Evangelho do Senhor, para estabelecê-los como discípulos da Palavra de Deus".

Com a imagem de um lápis escolar de três pontas, simulando um tridente, membros do Templo Satanista dos EUA decidiram aproveitar a legislação para "oferecer uma alternativa a crianças e pais" e questionar a legitimidade dos cursos cristãos na rede de ensino infantil.

"Se cursos religiosos são permitidos nas escolas, nós queremos espalhar nossos clubes por toda a nação para garantir que múltiplos pontos de vista estejam representados", disse à BBC Brasil Chalice Blythe, diretora nacional do programa "Satã Depois da Escola" (After School Satan Program, no original), do Templo Satânico dos EUA.

A estratégia inclui um convite em vídeo, com áudio invertido e imagens de crianças intercaladas com aranhas, bodes com longos chifres e outros símbolos satânicos, em que o grupo convoca estudantes para "aprenderem e se divertirem" com o satanismo.

Um livro de colorir chamado O grande livro de atividades das crianças satanistas, vendido por 10 dólares (aproximadamente R$ 33), estimula os pequenos a brincarem de "ligar os pontos para formarem um pentagrama invertido", símbolo clássico associado ao reino de Satanás.

Em coro com diversos grupos religiosos, a conservadora TFP (Tradição, Família e Propriedade) americana reagiu, classificando o projeto como "sacrilégio" e convocando fiéis a protestarem "pelo retorno da moral cristã".

"Precisamos frear a popularidade do satanismo", destacou a entidade, endossando uma onda de abaixo-assinados criados por igrejas para proibir cursos satânicos para crianças.

Ativismo x Religião

Com um discurso fortemente político, o Templo Satânico foi criado em 2014 como um novo ramo do Satanismo americano tradicional. O templo tem forte atuação em redes sociais, onde reúne mais de 100 mil seguidores - especialmente jovens. Em menos de três anos, o templo inaugurou "capítulos" (ou escritórios) em 13 Estados americanos.

Mais do que devotos do Diabo, entretanto, o projeto satanista vem ganhando popularidade entre ateus e ativistas políticos nos Estados Unidos e outros países.

"Precisamos de uma filial do templo no Brasil", escreveu um morador do Rio de Janeiro na página do grupo satanista no Facebook.

"O novo prefeito da minha cidade é um bispo evangélico e está começando a mostrar serviço em nome de Deus. Nas câmaras legislativas existem cultos para Jesus. Em nossa Constituição está escrito que somos um país secular, mas mesmo em nossa Suprema Corte temos um crucifixo na parede. Se até a nossa Justiça não respeita a Constituição, quem respeitará?", questionou o brasileiro, em meio a outros comentários críticos relacionando política e religião.

Fundador do Templo Satânico e ex-aluno de neurociência da Universidade de Harvard, o americano Lucien Greaves tem como bandeiras a defesa do conhecimento científico, das liberdades individuais e direitos humanos, da legalização do aborto e do casamento entre pessoas do mesmo sexo e, acima de tudo, da separação entre religião e Estado.

O posicionamento gera ceticismo - estes satanistas seriam mesmo religiosos ou são um grupo político que se aproveita das leis ligada a religiões?

"O Templo Satânico é uma religião igual a qualquer outra, na medida em que nós (membros) temos um senso de identidade, comunidade, estrutura narrativa, cultura e valores compartilhados", responde a satanista Blythe, em entrevista à BBC Brasil.

"Não ter crenças ou fundamentos supersticiosos não nos torna menos sinceros em nossas ações e convicções do que aqueles que mantêm a crença em uma divindade", completa.

Mas, se o foco é científico e distante de misticismos, por que a opção pela imagem do diabo?

"Satanás é um símbolo do eterno rebelde em oposição à autoridade arbitrária", responde. "Nosso é o Satanás é o herege que questiona as leis sagradas e rejeita todas as imposições tirânicas".

'Disfarce'

Para o advogado constitucionalista John Eidsmoe, "a principal questão constitucional ligada a proposta de curso infantil satanista é entender se o Satanismo é uma religião".

"Não consigo prever como uma corte decidirá em relação a isso", afirmou Eidsmoe ao jornal religioso The Christian Post.

Além dos cursos infantis, a estratégia do templo Satânico inclui a instalação de monumentos dedicados a Satanás ao lado de estátuas cristãs em locais públicos e intervenções em procissões religiosas.

Para a maioria dos grupos cristãos tradicionais, estes satanistas seriam "ativistas políticos travestidos de religiosos".

"Este grupo não é legítimo. A única razão para ele existir é se opor aos Clubes de Boas Notícias, onde ensinam a moral, o desenvolvimento do caráter, patriotismo e respeito, de um ponto de vista cristão", afirmou, em nota, Mat Staver, fundador do grupo evangélico Liberty Counsel.

"O chamado grupo satanista não tem nada de bom para oferecer aos alunos. As escolas não precisam tolerar grupos que perturbem o ambiente e visam (prejudicar) outros clubes legítimos. Nenhum pai em sã consciência permitiria que seus filhos participem desse grupo", completou.

Para o pastor presbiteriano Jerry Newcobe, "um dos grandes problemas com a América contemporânea é o multiculturalismo, que abrange todos e todos sem discernimento".

"O cursos satanistas para crianças desrespeitam a lei porque querem proteger as crianças de qualquer forma de cristianismo", diz.

Programa

A proposta "Satã Depois da Escola" prevê encontros mensais de uma hora em salas alugadas por escolas públicas, nos mesmos moldes dos clubes cristãos. As reuniões incluem "uma refeição saudável, aulas de literatura, atividades de aprendizado criativo, ciências e artes".

"Todas as crianças são bem-vindas, independente de seu histórico religioso", ressaltam os satanistas na carta de apresentação do projeto a escolas.

À BBC Brasil, a porta-voz do Templo Satânico afirma que os cursos infantis não se propõem à devoção do Diabo, mas "a um currículo que enfatiza uma visão de mundo científica, racionalista e não supersticiosa", como alternativa aos dogmas do ensino cristão.

 

Questionada se preferiria que as aulas cristãs fossem canceladas, em vez de ter seus cursos satânicos em atividade nas escolas do país, Blythe mostra preferência pela primeira opção.

"Se o medo de os satanistas chegarem às escolas públicas for suficiente para justificar que todos os clubes religiosos sejam proibidos, veremos isso como um resultado positivo", diz a representante do grupo.

À reportagem, ela diz afirma que "os Clubes de Boas Notícias não deveriam ser permitidos em escolas públicas porque são uma ferramenta usada por fanáticos evangélicos para fazer proselitismo e doutrinar crianças jovens em sua visão extremista de mundo".

A porta-voz do Templo Satânico diz que o grupo está "trabalhando na criação de um programa de voluntariado para os cursos infantis para o ano letivo 2017-2018, que permitirá que os voluntários estabeleçam os clubes em suas escolas".

 

Questionado, o grupo não confirmou se obteve permissão oficial de alguma escola para a criação dos grupos no próximo ano letivo, que começa em setembro.

Subscribe to this RSS feed
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.