Advogada acusada de matar o ex-namorado em Paulínia é presa em Piracicaba

A advogada Manuela Guedes dos Santos foi presa nesta segunda-feira (10) pela Polícia Civil de Piracicaba. Ela foi condenada a 12 anos de prisão por ter mandado matar o ex- namorado, João Eduardo Geremias. Ela estava solta devido a recursos feitos pela defesa dela junto a Justiça.

João Eduardo Geremias foi morto em 2005, aos 27 anos após ser atingido por tiros e ter o carro dele incendiado, em uma área rural do bairro Betel, em Paulínia, em 10 de novembro daquele ano.

As investigações mostraram que Carlos Roberto Fernandes e André Luciano Serrato teriam assassinado o jovem a mando de Manuela Guedes Santos.

Manuela, segundo a mãe da vitima, foi namorada de João Eduardo na adolescência e, mesmo namorando outro rapaz, em 2003 teve um relacionamento com a vítima e engravidou. Em 2005, Manuela teria revelado a Geremias que a criança era seu filho. O jovem teria, então, determinado prazo até dezembro daquele ano para que ela contasse a verdade ao namorado. Essa determinação teria sido a principal motivação do crime.

 

Carlos Roberto de Lima Fernandes e André Luciano Serrato foram condenados a 15 anos de prisão em julgamento realizado no ano de 2012 em Paulínia.

Last modified onTerça, 11 Abril 2017 11:14
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.