Saúde cria Unidade para pronto atendimento de pacientes com síndromes respiratórias

0

A Secretaria Municipal de Saúde diante dos dois casos suspeitos de Coronavírus em Paulínia, seguindo às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e estruturou um plano de contingência para síndromes respiratórias no Hospital Municipal de Paulínia (HMP).

No último sábado, 1º, foi criada uma Unidade Respiratória para Pronto Atendimento, para que pacientes com qualquer dos sintomas causados pelo Coranavírus, sejam recebidos no local.

A Unidade Respiratória contará com um médico clínico, um pediatra, equipe de enfermagem e uma enfermaria subdividida para atendimento adulto, pediátrico e de gestantes, com recepção, salas de espera e de emergência e isolamentos.

Todos os profissionais foram capacitados e paramentados para receber possíveis casos de Coravírus.

“Nosso plano foi elaborado para que possamos abordar todos os pacientes com queixas clínicas gripais e rapidamente diagnosticar possíveis casos com história epidemiológica para Coronavírus”, comentou o médico Vinicius Moraes Mariano coordenador do Pronto Socorro.

O ato foi antecipado por decisão do comitê gestor criado pela Prefeitura de Paulínia que envolve Secretaria de Saúde e o gabinete do prefeito Du Cazellato, como complemento às demais medidas tomadas na sexta-feira, 31.

A criação da Unidade Respiratória foi acompanhada por profissionais da Vigilância em Saúde, da Vigilância Epidemiológica, pela equipe do Escritório de Qualidade e do Núcleo Interno de Regulação.

O homem de 45 anos e a mulher de 30 anos, ambos suspeitos de estarem infectados com o Coronavírus continuam em isolamento domiciliar com quadro de saúde estável, mantendo contato regular com o secretário de Saúde doutor Fábio Alves.