Prefeitura fecha 2019 com as contas equilibradas

0

Além da novas medidas do prefeito Du Cazellato, devolução de cerca de R$ 4,1 milhões da Câmara e dinheiro do pré-sal, prefeitura fecha o ano de forma satisfatória.

Com o fim de 2019, a Prefeitura Municipal de Paulínia terminou o exercício financeiro de forma positiva, contrariando as previsões iniciais.

A reviravolta foi possível por meio de ações tomadas pelo prefeito Du Cazellato, que ao assumir iniciou uma série de medidas buscando a redução de despesas, entre elas a proibição de horas extras, a revisão dos contratos existentes e devolução de imóveis locados e não usados.

Outro fator que contribuiu com o fechamento das contas, foi o aumento das receitas, o que não era esperado pela Administração, como por exemplo, os repasses de ICMS acima da expectativa, R$ 2,3 milhões vindo do leilão do pré-sal, aproximadamente R$ 4,1 milhões que foram devolvidos pela Câmara Municipal e R$ 2,4 milhões que entraram no caixa por meio de acordos feitos com o Programa Parcelamento Amigo (PPA) 2019.

“Quando assumi em outubro, o cenário era difícil. Mas reunimos os secretários e implementamos medidas para reduzir despesas, gerar novas receitas, pagar o que era necessário, honrando os compromissos da Administração Municipal e viramos o jogo. A situação ainda não é confortável, mas pelo menos se encontra equilibrada”, comentou o prefeito Du Cazellato.

Para 2020, a Administração com seu corpo técnico projeta um ano mais equilibrado, permitindo o início de obras importantes, como o começo da construção da nova ponte sobre o Rio Atibaia e a reforma de prédios públicos.