Secretarias de Educação e Esporte promovem festival paralímpico no dia 17 de setembro

0

De 16 a 20 de setembro acontece a X Semana Municipal da Luta da Pessoa com Deficiência, organizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência. No dia 17 um festival paralímpico promete agitar a cidade. Cerca de 250 alunos das 15 escolas municipais e das escolas de educação especial deverão participar de provas adaptadas de atletismo com o objetivo de estimular o esporte entre as crianças com algum tipo de deficiência e, assim, descobrir talentos paulinenses.

Além do festival, a semana conta com palestras, exposições, caminhada, apresentações culturais e visita a museu de São Paulo. Tudo é gratuito e aberto para participação da comunidade.

A Secretaria de Educação afirma que as 15 escolas municipais de ensino municipal participam da iniciativa, identificando as crianças com deficiência que queiram participar das provas. Além delas, as escolas especiais Escola Luz, Arca dos Sonhos, Vida em Movimento e APAE (Associação de Pais e Amigos do Excepcional) também matricularam os paratletas com diferentes tipos de deficiência física e mental.

“Nos organizamos com o objetivo de promover a prática esportiva, que reflete diretamente na qualidade de vida de todos, estimulando a superação e despertando o desejo das competições paralímpicas nas crianças e jovens. Temos certeza que dessa ação sairão grandes talentos do esporte paulinense”, reforça o secretário da pasta, Wislaldo Queiroz.

O prefeito Antonio Miguel Ferrari, o Loira fala da importância da conscientização e da valorização da superação de cada pessoa, seja qual for a deficiência física ou mental. “Ninguém é igual a ninguém. Cada um tem seu ritmo de aprendizado, cada um tem uma limitação e temos que respeitar e incentivar cada conquista, porque sabemos que o desafio é ainda maior para quem tem algum tipo de deficiência. Temos que planejar políticas públicas com muito carinho para ajudar na qualidade de vida dessas pessoas”, reflete o prefeito.

Primeiro ouro paralímpico

Nesta semana o paratleta Agnaldo Silva, de 33 anos, apresentou ao prefeito a medalha de ouro, que trouxe do Peru, no final de agosto, ao vencer os 100m em 11.37 segundos, nos Jogos Parapan-Americanos de Lima. Agnaldo é treinado pelos professores Heliton Fernandes Costa de Carvalho, o Gibi, e Sônia Russo, da Secretaria de Esportes e Recreação de Paulínia, que mantém atualmente 30 paratletas que recebem toda a estrutura e treinam diariamente com foco na vitória.